Yacon: Nutrição e Efeitos Metabólicos

por Nutricionista Perla Menezes Pereira - CRN3 14198

Muitos são os alimentos que atuam de forma importante na modulação da saúde e do bem estar. O yacon, um tubérculo, é um deles. Este tubérculo é originário da região dos Andes, na América do Sul, e apresenta como características nutricionais básicas o fato de ter poucas calorias, um sabor adocicado e textura semelhante à pêra. É versátil, podendo ser consumido cru, como suco, com saladas ou mesmo refogado.

O potencial do yacon com alimento funcional está relacionado à presença de frutoligossacarídeos (FOS) do tipo inulina, que propiciam o controle dos níveis glicêmicos. Dessa forma, o consumo do tubérculo em dietas para indivíduos diabéticos tem sido explorado e comprovado nos meios científicos. Os FOS são considerados prebióticos, pois agem promovendo a fermentação intestinal e a seleção das bactérias importantes para o bom funcionamento intestinal.

Além de FOS, foram encontradas, no yacon, boas concentrações de antioxidantes e compostos fenólicos. Estes compostos são associados, nos estudos, a mecanismos fisiológicos de prevenção ao desenvolvimento de certas doenças. Assim seu consumo regular contribui para a prevenção e controle de doenças cardiovasculares, dislipidemias, diabetes melitus e também obesidade.

Em resumo, os efeitos fisiológicos já determinados do yacon correspondem:

  • Modulação e seleção da flora intestinal: FOS promove fermentação e formação de ambiente adequado ao desenvolvimento da flora dos tipos bifido e lactobacilos.
  • Melhoria do perfil lipídico: a formação de ácidos graxos de cadeia curta, formados via fermentação, atuam inibindo a expressão gênica de enzimas hepáticas lipogênicas, o que reduz a produção de colesterol e LDL pelo figado.
  • Melhoria do perfil glicêmico: FOS relacionado ao controle da glicemia via sua baixa digestibilidade, ação no retardamento da absorção de glicose pelo intestino, aumento da liberação de insulina pancreática e inibição da produção de glicose hepática (glicogenólise). Os compostos polifenólicos também agiriam na melhoria da glicemia por reduzir a formação de radicais livres e influenciar a liberação de insulina.
  • Controle de peso e obesidade: o controle da glicemia e da liberação de insulina modula o metabolismo energético, promovendo a manutenção ou mesmo a redução da massa gorda.

Tendo em vista, a ampla gama de benefícios do yacon, principalmenteno controle do perfil glicêmico, especula-se sua atuação na manutenção da massa magra e na perda da massa gorda. Como o controle da glicemia e da insulina é interligado ao metabolismo energético, podemos inferir que seu consumo seja vantajoso para atletas e praticantes de exercício. O suco de yacon em refeições pré-treino poderia modular os níveis glicêmicos durante o exercício, o que colaboraria para o ganho de massa magra e a melhora da performance a médio prazo.

Outra questão levantada seria o papel que o yacon teria na estética da pele. Ou seja, a perda da elasticidade da pele, relacionada ao processo de denaturação (perda da conformação estrutural) das fibras de colágeno e elastina, pode ser acelerada pela ligação de moléculas de glicose – quanto maiores os níveis de glicose sanguínea, maior a ligação de glicose às fibras de colágeno e elastina. Portanto, rugas e linhas de expressão podem ser prevenidas e mesmo atenuadas mediante o consumo regular de alimentos que auxiliem no controle da glicemia, entre eles, o yacon.

Fonte:  ANutricionista.Com - Perla Menezes Pereira - CRN3 14198 - Nutricionista em Ribeirão Preto.

Genta S et al. Yacon syrup: benefitial effects on obesity and insulin resistance in humans. Clinical Nutrition. 28 (2): 182-187. 2009.

Guedes AC. Yacon, the peruvian plant that helps controlling the blood sugar. Revista Vida e Saúde, 2004.

Habib NC et al. Hypolipidemic effect of Smallanthus sonchifolius (yacon) roots on diabetic rats: biochemical approach. Chem Biol Interact, 194 (1): 31-39. 2011.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário