Saiba mais sobre: Alimentos Orgânicos

por Nutricionista Glaucia Figueiredo Justo - CRN4 09100413

Alimentos Orgânicos

Alimentos Orgânicos

Nas ultimas décadas, o uso indiscriminado de agrotóxicos na cadeia produtiva dos alimentos tem se tornado uma preocupação, principalmente entre aquelas pessoas que se interessam por conhecer a qualidade dos alimentos ingeridos. Estudos comprovam que os agrotóxico utilizados na agricultura podem contaminar os alimentos e consequentemente em pequenas doses contaminar os consumidores finais.

Preocupada com este fato, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), iniciou o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos com objetivo de avaliar os níveis de agrotóxicos presente nos alimentos in natura que chega a mesa do consumidor.  Resultados desta avaliação, entre 2001 a 2008, observou que alguns alimentos apresentavam níveis insatisfatórios de aditivos agrotóxicos acima do limite máximo, são eles: tomate, morango, pimentão, uva, alface, cenoura e mamão.

Observando este fato surge o Movimento da Agricultura Orgânica, que desde a década de 70 vem se opondo a prática da adubação química e estimulando o uso de matéria orgânica e outras práticas agrícolas no processo de adubação. Além disso há a preocupação com a preservação do ambiente e sustentabilidade dos recursos naturais e não utilização de sementes transgênicas. Atualmente os produtos orgânico são distribuídos em diversas cadeias de supermercados, há feiras livres com vendas exclusivamente de produtos orgânicos.

Desta maneira,  alimento orgânico é aquele produzido sem o uso de adubos químicos, pesticidas ou agrotóxico, onde não há poluição ou contaminação do solo, alimento ou da água. São diversos os alimentos vendidos com essa característica, tais como, frutas, verduras, cereais,  legumes, e até frango e laticínios.

Um selo próprio indica a qualidade e procedência do produto, e também o selo do Sistema Brasileiro da Avaliação da Conformidade Orgânica (SIORG) conferindo maior confiabilidade ao produto oferecido ao mercado consumidor.  Outra forma de adquirir alimentos com pouco teor de agrotóxicos é consumir os alimentos da época, pois estes se desenvolvem naturalmente e quase não necessita de adubação química.

Segundo pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) os alimentos orgânicos apresentam maior durabilidade, este também é um  fator que interfere na escolha destes produtos uma vez que tais apresentam substância que conferem resistência a microorganismos como por exemplo fungos e bactérias.  Foi observado em análises laboratoriais que os orgânicos podem ter cinco vezes mais proteínas e vitaminas em comparação aos produtos convencionais.

Entretanto, na hora da compra os alimentos orgânicos eles são mais caros , porém o preço tende a diminuir pois está aumentando a oferta no mercado, assim como o número de produtores. Há também um acréscimo do preço pelo fator de marketing onde além de consumir um produto há o consumo de um estilo de vida saudável.

Nas prateleiras dos mercados há produtos “orgânicos” e o “produto com ingrediente orgânico”. Observe a principal diferença:

Orgânico: este porduto deve conter no máximo 5% de ingredientes não-orgânico.

Produto com ingrediente orgânico: o ingrediente não orgânico pode ser no máximo 30% o restante deve ser de ingrediente orgânico.

A partir de agora, com mais conhecimentos a respeito dos alimentos orgânicos, fica mais fácil a escolha dos alimentos e do que será servido a mesa. Há muitas ofertas de alimentos orgânicos no mercado, porém, o mais importante é conhecer e observar o selo de qualidade. Os alimentos orgânicos oferecem mais opções na qualidade de vida.

Fonte:  ANutricionista.Com - Glaucia Figueiredo Justo - CRN4 09100413 - Nutricionista em Vila Velha.

Archanjo, Léa Resende; Brito, Carla Francine; Sauerbeck, Sally. Alimentos orgânicos em Curitiba: consumo e significado. Caderno de Debate. Campinas, vol. 8, p. 1-6, 2001.
Agência Nacional de Vigilância Sanitária-ANVISA. Disponível em: www.anvisa.gov.br
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário