Saiba como controlar o desperdício de alimentos

por Nutricionista Mírian Valério - CRN2 7012P

vegetais-vitaminas

Atualmente o desperdício de alimentos é um grave problema a ser resolvido, principalmente se tratando de restaurantes e de cozinhas industriais, onde a legislação e as boas práticas de manipulação e produção de alimentos exige que todo alimento produzido não deverá ser jamais aproveitado. Por isso a necessidade de fazer uma boa avaliação prévia do número de comensais, aliado a per capta de consumo de cada preparação, com a ajuda de um profissional capacitado, como é o caso do profissional  nutricionista, afim de evitar o lixo de toneladas de alimentos prontos que vão fora anualmente, devido ao mau planejamento entre o que é gasto e o que é consumido .

Além desse planejamento, uma outra tentativa de evitar o desperdício é fazer o uso integral dos alimentos, ou seja, fazer preparações utilizando cascas, folhas e talos que comumente são jogados fora e que podem muito bem fazer parte de várias preparações, além de ser uma alternativa saudável, nutritiva, rica em fibras e em diversos nutrientes, podendo também acarretar na diminuição de custos relacionados a alimentação e nutrição.

O aproveitamento integral dos alimentos é a utilização de um determinado alimento em sua totalidade,  alternativas essas, que geralmente causam até uma certa estranheza nas pessoas, devido a pouca informação sobre os princípios nutricionais e de que forma aproveitar; mas a prática de aproveitar os alimentos como um todo além de reduzir os gastos com alimentação, melhora a qualidade nutricional, especialmente em vitamina C, vitamina A, ferro, potássio entre outras vitaminas e minerais,  já que em muitos alimentos, o teor nutritivo é maior em relação a própria polpa.

Veja o que aproveitar:

  • Folhas de: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, couve-flor, abóbora, hortelã, mostarda, repolho, brócolis e rabanete.
  • Cascas de: batata inglesa, cenoura, chuchu, beterraba, abóbora, laranja, banana, abacaxi, mamão, maçã, pepino, berinjela, melão, maracujá, goiaba e manga.
  • Talos de: couve flor, brócolis, beterraba, salsinha, couve e espinafre.
  • Entre casca de: melancia e maracujá.
  • Sementes de: abóbora e melão.

Algumas dicas de como utiliza-los:

  • Bater as cascas das frutas junto com a polpa no liquidificador. O suco poderá ser aproveitado também para substituir o leite no preparo de bolos.
  • Cozinhe as verduras a vapor, assim elas conservam o seu valor nutritivo.
  • A parte branca da melancia pode ser usada para fazer doce.
  • Evite consumir folhas com aparência amarelada.
  • Quando for ralar a casca do limão, nunca chegue a parte branca, pois ela é amarga e pode prejudicar o sabor.
  • A casca da laranja pode ser usada em pratos doces, a base de leite como arroz doce e cremes.
  • Talos de couve, agrião, beterraba, brócolis, salsa, etc. contém fibras e podem ser aproveitados em refogados com temperos, no feijão, em ovos batidos e na sopa.
  • Assim com a canoura, sua folhas, também são ricas em vitamina A e podem ser utilizadas no preparo de tortinhas, sopas ou nas saladas.

Portanto, as cascas, folhas e talos que iriam para o lixo, podem ser bem aproveitadas,  fazendo parte do seu plano alimentar e servindo para suprir as carências nutricionais do organismo, tornando ainda as refeições mais diferentes e com maior valor nutritivo.

Fonte:  ANutricionista.Com - Mírian Valério - CRN2 7012P - Nutricionista em Rio Grande.

GONDIM, Jussara Aparecida Melo et al. Composição Centesimal e de minerais em Cascas de frutas. Revista de Ciências e Tecnologias de Alimentos. São Paulo, v. 25, n. 4. 2005.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário