Rótulos: Não basta ler, é preciso entender!

por Nutricionista Tatiane Trevilato de Brito - CRN3 26450

rotulo

Com as mudanças nos hábitos alimentares da população e a busca cada vez maior por produtos de qualidade e nutricionalmente adequados, faz-se necessario um entendimento melhor sobre os rótulos destes produtos.

Muitas pessoas olham para a embalagem e se questionam ” E o que isso significa?”. Um conjunto de termos estranhos que muitas vezes passam despercebidos. Portanto, vale a pena entender um pouquinho sobre o assunto e dispensar um tempinho a eles..afinal..são estes termos estranhos que você estará ingerindo.

O rótulo vai orientar o consumidor sobre a quantidade e a qualidade dos constituintes nutricionais do alimento, favorecendo então uma escolha apropriada. Então vamos entender…

Quanto aos ingredientes, eles normalmente aparecem em ordem decrescente, ou seja, o primeiro é o que está presente em quantidade maior. Os produtos devem apresentar pelo menos o dia e o mês quando o prazo de validade for inferior a três meses. O mês e o ano para produtos que tenham prazo de validade superior a três meses. Também deve trazer informação sobre a presença de glúten para facilitar aos pacientes celíacos.

A parte mais questionada é a Tabela de informação nutricional. Esta é obrigatória e vai auxiliar nas escolhas mais saudáveis. Na tabela encontramos:

Porção: É a quantidade média do alimento que deve ser  consumida por pessoas sadias a cada vez que o alimento é consumido. Esta deve ser expressa em medidas caseiras para facilitar o entendimento.

Percentual de Valores Diários (%VD):   número que indica o quanto o produto em questão apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta padrão de 2000 calorias;

Valor energético: É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. No rótulo o valor energético é expresso em forma de quilocalorias (kcal) e quilojoules (kJ).

Carboidratos: São os componentes cuja principal função é fornecer a energia para as células do corpo, principalmente do cérebro.

Proteínas : Componentes  necessários para construção e manutenção dos  órgãos, tecidos e células.

Gorduras Totais: As gorduras totais referem-se à soma de todos os tipos de gorduras encontradas em um alimento, tanto de origem animal quanto de origem vegetal.

Gorduras Saturadas: Tipo de gordura presente em alimentos de origem animal.  O seu consumo deve ser moderada, pois em grandes quantidades pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Quando a %VD é alta, significa que o alimento apresenta grande quantidade de gordura saturada em relação à necessidade diária de uma dieta, portanto não é um alimento muito saudável.

Gorduras Trans: Tipo de gordura encontrada em grandes quantidades em alimentos industrializados.  O consumo
deve ser muito reduzido, já que o nosso organismo não necessita desse tipo de gordura e por favorecer o  aparecimento de doenças cardíacas.

Fibra Alimentar: presente em diversos tipos de alimentos de origem vegetal, como frutas,
hortaliças, feijões e alimentos integrais. Sua ingestão auxilia no funcionamento intestinal e ainda várias outras propriedades benéficas ao organismo.  Procure consumir alimentos com alto %VD de fibras alimentares!

Sódio:  deve ser consumido com moderação uma vez que o seu consumo excessivo pode levar ao aumento da pressão arterial. Evite os alimentos que possuem alto %VD em sódio. Cuidado com os temperos prontos, salgadinhos e produtos em conserva. Reparem como o valor de sódio nestes alimentos é muito alto! É um item importantíssimo a ser lido, principalmente aos hipertensos!

Além de entender sobre estes termos, é importante saber utilizá-los, portanto a dica é a seguinte:  dê preferência a produtos com baixo %VD para gorduras saturadas, gorduras trans e sódio e produtos com alto %VD para as fibras alimentares.

Agora que sabem tudo sobre rotulagem, que tal prestar mais atenção no que você está comendo? E se ainda restarem dúvidas, um nutricionista poderá ajudá-lo.

Fonte:  ANutricionista.Com - Tatiane Trevilato de Brito - CRN3 26450 - Nutricionista em Ribeirão Preto.

FERREIRA, Andréa Benedita; LANFER-MARQUEZ, Ursula Maria. Legislação brasileira referente à rotulagem nutricional de alimentos. Rev. Nutr., Campinas, v. 20, n. 1, fev. 2007 .

MARINS, Bianca Ramos; JACOB, Silvana do Couto; PERES, Frederico. Avaliação qualitativa do hábito de leitura e entendimento: recepção das informações de produtos alimentícios. Ciênc. Tecnol. Aliment., Campinas, v. 28, n. 3, set. 2008 .

ANVISA. Disponível em http://www.anvisa.gov.br.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário