Proteína no pós-treino

por Nutricionista Francis Moura Santos - CRN5 3243/P

Muitas pessoas procuram as academias de ginástica todos os dias. Algumas delas desejam apenas emagrecer, outras, além de emagrecer, também querem definir e ganhar massa muscular. A pressa em obter resultados mais rápido faz com que muitos acabem recorrendo aos famosos suplementos alimentares, os quais são consumidos sem orientação de um profissional habilitado.

Muitos compram um suplemento indicado pelo colega de musculação ou amigo. E ai está o perigo. O que poucos sabem é que nem todo mundo necessita de suplemento para ganhar massa muscular, assim como o suplemento não tem o mesmo efeito em pessoas diferentes. A suplementação alimentar deve ser muito bem avaliada por um nutricionista.

Normalmente, a suplementação alimentar de proteína e carboidratos é feita para pacientes atletas que possuem um gasto energético alto demais, inviabilizando o consumo de proteínas e carboidratos através da alimentação. Porém, praticantes de atividade física, que possuem um gasto energético dentro da média, não necessitam de suplementação, basta ajustar os horários e quantidade das refeições.

É sabido que ingerir proteína, isoladamente, após atividade física, pode não ter o efeito esperado. Isso acontece porque durante a atividade física temos um gasto energético grande e que precisa ser reposto, para ocorrer o anabolismo (construção). Se nesse período o nosso corpo não receber quantidade suficiente de glicose, fonte primária para reserva energética, ele vai utilizar outras fonte para formar glicose e repor o que foi gasto. Dessa forma, a proteína que foi consumida é convertida em glicose para repor as reservas do nosso organismo. Por isso é importante consumir uma fonte de carboidrato imediatamente após a atividade, para em seguida consumir uma fonte de proteína de alto valor biológico.

Entre as opções de proteínas que podemos consumir para auxiliar no ganho de massa muscular temos:

  • Frango: as proteínas de origem animal são consideradas as melhores para melhorar o ganho de massa muscular, porém deve-se ter cuidado com as preparações. Evitar preparações com muita gordura, dando preferências àquelas grelhadas ou cozidas, e retirar a pele, sempre, já que esta contém muita gordura.
  • Feijão: essa fonte de proteína vegetal associada aos aminoácidos do arroz, forma um alimento perfeito para a recuperação muscular, já que o arroz além de complementar os aminoácidos feijão também fornece carboidrato, fonte energética importante para o processo de recuperação muscular e anabolismo.
  • Tofu: alimento rico em cálcio, magnésio e proteína, que além de auxiliar no processo de anabolismo muscular, também protege os ossos. Além disso, é um importante alimento por conta das isoflavonas, que controlam os hormônios sexuais femininos fazendo com que haja um menor acúmulo de gordura e os músculos apareçam com maior facilidade.
  • Ovo: além de conter a albumina na clara, a qual já é utilizada na forma de suplemento alimentar, a gema do ovo é rica em gordura monoinsaturada e ômega3, que ajuda a diminuir o processo inflamatório gerado durante o treino e melhora a recuperação muscular.
  • Iogurte: fonte de proteína que pode ser consumida até 30 minutos pós treino associada a um carboidrato de alto índice glicêmico, mel ou geléia. Nesse momento o nosso corpo aproveita melhor a proteína para recuperação muscular e o anabolismo.
  • Castanha-do-Pará: os estudos ainda não são conclusivos, porém acredita-se que por possuir em sua composição a arginina, a castanha-do-pará pode ser um alimento importante para a recuperação muscular e anabolismo. Além de ser uma ótima fonte de gordura e possuir selênio, que combate o processo inflamatório gerado pelo exercício.
  • Salmão, Sardinha e Atum: além de ótima fonte de proteína esses alimentos apresentam em sua composição o ômega3, ácido graxo importante para diminuir o processo inflamatório provocado pelo organismo e auxiliar na recuperação muscular.
  • Quinua: alimento de origem vegetal com um ótimo perfil de aminoácidos. A quinua tem em sua composição aminoácidos essenciais em excelente quantidade e qualidade, entre eles os aminoácidos de cadeia ramificada isoleucina (7,0% em 100g), leucina (7,3% em 100g) e valina (7,6% em 100g), presente nos suplementos de BCAA e Whey Protein que são bastante utilizados por quem quer ganhar massa muscular. Além do ótimo perfil de aminoácidos, a quinua real contém pouca gordura, não possui colesterol e contém carboidratos, fibras, vitaminas e minerais. Sugestões de uso da quinua real: 2 a 3 colheres de flocos de quinua batido com suco de frutas até 40 minutos pós treino; ou substituir a granola comum, pela granola de quinua no açaí, também deve ser consumido até 40 minutos pós treino.

Além de proteínas e carboidratos, a água também é muito importante antes, durante e após o treino. A síntese muscular ocorre com maior facilidade quando as nossas células estão bem hidratadas. Uma sugestão pré treino é consumir a água de coco, que além de hidratar fornece carboidratos e minerais que auxiliam durante o treino.

Lembre-se da importância de consultar um nutricionista para saber qual o melhor alimento para você antes e depois do seu treino, e em que quantidade você deve consumi-lo.

Fonte:  ANutricionista.Com - Francis Moura Santos - CRN5 3243/P - Nutricionista em Salvador.

Referências Bibliográficas:
CONTRERAS, Eliane.12 alimentos para você ganhar músculo. Disponível em: . Último acesso em: 24/02/2011.
Tabela de Composição Nutricional da Quinua Real. Disponível em: . Último acesso em: 24/02/2011.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário