Prevenindo a Pressão Arterial

por Nutricionista Audrey Chaves dos Santos - CRN3 13405

A hipertensão arterial é uma doença caracterizada pelo aumento da pressão arterial, quando verificada igual ou superior a 140 por 90. Isso ocorre porque os vasos nos quais o sangue circula se contraem e fazem com que a pressão do sangue se eleve.

É um dos problemas médicos mais comuns da população mundial. É uma doença muito perigosa porque é silenciosa. Apenas 50% das pessoas que possuem a doença sentem algum sintoma. Pode provocar lesões de órgãos como o coração, cerébro, rins, vasos e visão. Com isso, os vasos sanguíneos ficam endurecidos e estreitados e podem, com o passar dos anos, entupir totalmente ou romper-se. O entupimento de um vaso leva a angina (dor no peito) e pode ocorrer o infarto. No cérebro pode ocorrer o derrame cerebral. Os rins podem sobrecarregar o trabalho renal e este parar de trabalhar.

A pressão alta é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Entretanto, é possível controlar a pressão arterial com atividade física regularmente, medidas gerais de reeducação alimentar e modificações no estilo de vida dos hipertensos.

As pessoas que sofrem de hipertensão arterial devem fazer a medição de pressão arterial com frequência  e devem consultar seu médico para fazer um check up a cada seis meses.

RECOMENDAÇÕES GERAIS:

- A dieta deve ser planeja individualmente, baseada no hábito alimentar de cada um;

- Beber muita água, pelo menos dois litros por dia;

- Praticar exercícios físicos regularmente para uma vida mais saudável (sempre com autorização de um médico);

- Dê preferência a frangos,  peixes ou carnes magras, retirando toda a gordura aparentes desses alimentos. Consuma-os grelhados, cozidos ou assados e com pouca quantidade de óleo;

- Evitar as vísceras (fígado, coração, rins), carnes com gorduras, embutidos (linguiças, paio, salsichas), toicinho, frios (mortadelas, presuntos, salames) e frutos do mar;

- Evite leite integral, creme de leite, manteiga, iogurte integral e queijos cremosos. Prefira leite desnatado, iogurte desnatado, queijo branco ou ricota;

- Dê preferência à margarina vegetal, pois não possui colesterol. Use apenas óleos vegetais de girassol, milho, soja e canola, azeite de oliva (o mais recomendado);

- Evite frituras, banha de porco, gordura do coco e azeite-de-dendê;

- Consuma verduras, legumes e frutas diariamente;

- Evite açúcares e doces;

- As bebidas alcoólicas também devem ser evitadas;

- Evite o excesso de sal. Tente substituir por ervas aromáticas (louro, cominho, orégano, noz moscada) para dar mais sabor aos alimentos.

ATENÇÃO: Saiba que os principais sinais que indicam a necessidade de procurar atendimento médico são aperto forte no peito ou dor toráxica, sensação anormal de falta de ar ou cansaço durante o exercício, tontura ou palpitações ocasionadas pelo esforço.

Com essas recomendações é possível controlar a doença e melhorar a qualidade de vida.

Fonte:  ANutricionista.Com - Audrey Chaves dos Santos - CRN3 13405 - Nutricionista no Guarujá.

Kenneth H. Cooper. Controlando a Hipertensão - Medicina Preventiva. Editora Nórdica. Rio de Janeiro. 1991.

Departamento de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Hipertensão Arterial. Editora Sarvier. São Paulo. 1997.

Andrés R. Pérez Riera. Hipertensão Arterial - Conceitos Práticos e Terapêutica. Editora Atheneu. São Paulo. 2000.

Pietro Nasseti. O que Você deve saber sobre Hipertensão. Editora Martin Claret. São Paulo. 2002.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário