Perca peso de maneira saudável e não recupere mais

por Nutricionista Karen Falzeta Falco Innocentini - CRN3 27588

Medicamentos para diminuir o apetite, “chazinhos”, gomas, shakes, dietas milagrosas só de caldos, ou só de frutas, ou isentas de carboidrato, jejum, enfim, cada um tem uma receita e diz funcionar. Mas quem procura ou já procurou alternativas como estas para perder peso já sabe que, embora consiga um resultado interessante no início, logo após retornar à rotina alimentar recupera tudo novamente, e às vezes chega até a ultrapassar o peso anterior ao da perda.

E por que isso acontece?

Nosso organismo é muito inteligente e, assim como nós, ele não quer “passar fome”. Portanto, quando não comemos (ou comemos menos que o necessário para ele funcionar bem) ele passa a armazenar mais do que o normal para ter a garantia de que essa reserva suprirá suas necessidades. E dessa maneira, ele tende a economizar energia para realizar suas funções, ou seja, funciona mais devagar (é o que se diz tornar o metabolismo mais lento). Assim, nosso metabolismo passa a “queimar” menos calorias. Aí decidimos parar com a “dieta maluca” e voltamos a comer como antes. Pronto! Bastou para que toda a estratégia de emagrecimento escorra pelo ralo.

Se nosso comportamento perante a alimentação não dava certo, só nos fazia ganhar mais e mais peso, agora não será diferente. E tem mais um agravante: aquele metabolismo que eu mencionei ter desacelerado. Se o modo como comíamos e os alimentos que escolhíamos já somavam muitas calorias num dia, agora será ainda mais.

É penoso modificar nossa alimentação? Pose ser, assim como tudo o que tentamos alcançar na vida. Temos que abrir mão de muitas coisas para conseguir o que queremos. E com a alimentação não é diferente. Não significa que nunca mais poderemos comer aquilo de que tanto gostamos, mas que o dia a dia necessita modificações.

Mas isso tudo é só no começo. Depois que os resultados aparecem, tanto estéticos como na saúde, passamos a optar por hábitos de vida mais saudáveis (por nós mesmos), incluindo essas boas escolhas na hora de comer.

Aprender a comer, esse é o segredo! Aprender a fazer escolhas.

Isso vale mais que apenas pegar um cardápio e dizer que vai segui-lo. E quando sai de casa, viaja e sai da rotina? O cardápio nos ajuda a ter idéias para refeições, ter noções de quantidades e porções no início das mudanças. Mas nem sempre teremos à mão os ingredientes daquela receita que consta no cardápio. E aí, devo substituí-lo? Por qual? Na correria não deu tempo de preparar o lanche pra levar ao serviço, ou chegou cansado em casa e está sem pique para preparar o jantar? Pois é, são várias situações muito comuns e que não serão problemas àqueles que “sabem comer”.

Para boas escolhas consideramos não só o que é pouco calórico (no caso da perda de peso), mas também as combinações dos nutrientes entre si e o quais os alimentos que vão suprir as necessidades de nutrientes de determinado indivíduo, para que ele perca peso de maneira saudável e sem complicações, como indisposição, mau hálito, queda de cabelo, unhas enfraquecidas e quebradiças, dores de cabeça, irritabilidade, problemas intestinais, e por aí vai.

É o bom e velho “comer para viver” e não “viver para comer”.

Esse é o trabalho do (a) nutricionista. Solicitar uma ajuda a esse profissional pode ajudar muito e facilitar a vida de quem quer perder peso, melhorar a saúde e manter esse perfil sem se desgastar e se desfazer dos prazeres da vida.

Fonte:  ANutricionista.Com - Karen Falzeta Falco Innocentini - CRN3 27588 - Nutricionista em São José do Rio Preto.

LEHNINGER,A. L.; NELSON, D. L.; COX, M. M. (2000 d). Princípios de Bioquímica. 8. ed. São Paulo, Sarvier, 2005.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário