Os Benefícios dos Alimentos Alaranjados para Nossa Saúde

por Nutricionista Audrey Chaves dos Santos - CRN3 13405

frutas_alaranjadas

Os alimentos alaranjados são ricos em alfa e betacaroteno protegendo assim a saúde da pele, olhos e coração. Esses caratenóides têm ação antioxidante, fortalecendo  o sistema imunológico. São excelentes para o bom funcionamento dos pulmões e do sistema respiratório em geral, ajudando na prevenção de gripes e resfriados.

O betacaroteno é trasnformado em vitamina A sempre que o organismo necessita desse nutriente, essencial para aumentar a imunidade, melhorar a elasticidade da pele, dar brilho aos cabelos, proteger a saúde dos olhos e promover o desenvolvimento saudável dos bebês durante a gestação.

O alfacaroteno exerce praticamente as mesmas funções benéficas do betacaroteno, com a diferença de que sua ação é menos potencializada.

PAPAÍNA PARA A DIGESTÃO

Com a ajuda do betacaroteno e também à papaína, o mamão regulariza o funcionamento do intestino (sendo recomendado para que sofre de prisão de ventre), acelera a cicatrização de ferimentos e acaba com azia e má digestão.

O mamão contém papaína, enzima que facilita a digestão. Ingerido em jejum, é eficaz contra a diabetes. Também ajuda a tratar doenças respiratórias, calos, feridas, problemas digestivos, anemia, verminose, etc.

Os mais consumidos são papaia: menor e mais doce, tem maior concentração de vitamina C, menos fibras e mais calorias, e formosa: maior e mais aguado, concentra menos calorias e ótima quantidade de fibras que melhoram o funcionamento intestinal.

Muitas pessoas têm o hábito de riscar a casca do mamão com a ponta de uma faca para acelerar o amadurecimento da fruta. No entanto, juntamente com o leite (látex) que escorre, há também perda de nutrientes importantes.

SO SUCO AO BAGAÇO

Depois da água não existe melhor líquido para acompanhar as refeições do que o suco puro de laranja. A vitamina C presente na fruta ajuda na digestão, retardando a assimilação de glicose na corrente sanguínea e melhora o aproveitamento do ferro ingerido, já que os nutrientes potencializam a absorção um do outro.

A laranja possui fibras, cálcio, magnésio, potássio, betacaroteno, vitamina C e do complexo B: nutrientes que estão relacionados com a boa saúde óssea, auxiliando na contração e relaxamento muscular, agem como antioxidante, prevenindo danos às células, etc. Quando a laranja é consumida com o bagaço, também auxilia no bom funcionamento do intestino, controla a glicemia e equilibra as taxas de colesterol.

A pectina, uma fibra solúvel encontrada parte branca da laranja, ajuda a diminuir o colesterol ruim, retarda a absorção intestinal de glicose (sendo indicada para diabéticos) e promove a sensação de saciedade, auxiliando em dietas de emagrecimento.

PARA MÃE E BEBÊS

A vitamina A combinada com as vitaminas C, E e do complexo B, todas presentes no damasco, ajuda a proteger a retina, melhora a hidratação dos olhos e dá até mais brilho ao olhar.

Mães e bebês também se beneficiam muito dos nutrientes do damasco, principalmente de ácido fólico (vitamina B9), que garante o desenvolvimento saudável do sistema nervoso dos bebês, evitando aborto espontâneo e protegendo o cérebro e a coluna do feto. A fruta tem ação hidratante, deixando a pele mais bonita e combatendo as estrias comuns durante a gravidez.

O ácido fólico auxilia também na prevenção da anemia em crianças e previne problemas no sistema nervoso, evitando inclusive o Mal de Alzheimer.

OS BENEFÍCIOS DA TANGERINA

Excelente fonte de vitamina C, essa fruta combate os radicais livres e aumenta a imunidade, protegendo o organismo contra gripes e resfriados.

Outros nutrientes presentes na tangerina são o potássio (regula a pressão arterial), magnésio (participa da produção de energia e equilíbrio hormonal), cálcio (previne osteoporose), fósforo (dá ânimo e acaba com a fadiga) e fibras (melhoram o funcionamento do intestino, favorecem a digestão e reduzem as taxas de colesterol ruim).

Fazer uma infusão com folhas frescas de tangerina é uma ótima receita para quem sofre de estresse, ansiedade e insônia. Basta ferver 1 xícara (chá) de água, adicionar 3 folhas frescas de tangerina e deixar abafado por 10 minutos. Coe e espere amornar. Adoce com 1 colher (sopa) de mel e tome até 2 xícaras (chá) por dia.

POLPA E CASTANHA VITAMINADAS

Poucas pessoas sabem, mas o caju possui 5 (cinco) vezes mais vitamina C do que a laranja, ficando atrás apenas da acerola e do camu-camu. Com isso, a fruta previne infecções, ameniza o cansaço e aumenta as defesas do organismo.

A popa alaranjada mostra que o caju é rico em betacaroteno e licopeno, substâncias com ação eficaz contra o câncer de pulmão e próstata. Por fim, as fibras favorecendo o funcionamento do intestino, melhorando a digestão e combatendo a prisão de ventre.

Com grande quantidade de proteínas, carboidratos, fibras e vitaminas E e do complexo B, a castanha de caju reforça a saúde dos ossos, dentes e músculos, garante energia para as atividades diárias e baixa os níveis de colesterol ruim na corrente sanguínea. O recomendado são 3 (três) unidades por dia, sem sal, é o ideal para se beneficiar dessa oleaginosa.

A SAÚDE DA PELE

Embora a casca possa variar do verde ao roxo, passando pelo laranja e vermelho, os nutrientes que se sobressaem na manga estão relacionados à coloração alaranjada da polpa, que aponta claramente a presença de betacaroteno.

Mas essa fruta também é uma das melhores fontes de vitamina E, nutriente que protege o coração, afasta o envelhecimento precoce causado pela ação dos radicais livres, combatendo a anemia e infecções, ameniza os sintomas da TPM e fortalece as defesas contra doenças respiratórias. A vitamina E possui propriedade ainti-inflamatória e favorece o metabolismo muscular e fertilidade.

As vitaminas A e E combatem o surgimento de rugas, marcas de expressão e acne, evitam o ressecamento da pele e garantem um bronzeado mais duradouro e bonito.

UM BENEFÍCIO PARA O CORAÇÃO

Fruta doce e perfumada, seu consumo ajuda a regular a pressão arterial, melhora a digestão, protege a mucosa intestinal e reduz os risco de problemas cardiovasculares. Estudo científico publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry (EUA), demostra que o caqui é mais poderoso que a maçã na proteção contra doenças cardíacas, porque tem maiores quantidades de fibras, minerais e compostos fenólicos, essenciais para impedir a formação de placas de gorduras nas artérias.

Os brasileiros consomem mais o caqui do tipo Rama Forte. De formato achatado, coloração avermelhada e consistência mole, tem maior concentração de açúcar e licopeno (antioxidante presente em abundância nas frutas vermelhas).

Outras variedades encontradas no Brasil são o Giombo e Fuyu, ambos consumidos duros (crocantes), com a diferença que o primeiro é oval, enquanto o segundo é arredondado e achatado.

Recomendamos o consumo ideal de: CAJU – 1 unidade, pelo menos 3 vezes por semana, CAQUI – 1 unidade por dia, DAMASCO – até 3 unidades secas ou 2 frescas por dia, MAMÃO - 3 fatias médias ao longo do dia, LARANJA E TANGERINA - 2 unidades diárias, MANGA - 1 unidade pequena ou meia grande por dia.

Fonte:  ANutricionista.Com - Audrey Chaves dos Santos - CRN3 13405 - Nutricionista no Guarujá.

- Bontempo, Marcio. Novo Manual de Medicina Natural. São Paulo: Editora Rideel, 2.009.
- Tillman, Jon. Vitaminas. São Paulo: Editora Rideel, 2.009.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário