Os benefícios do peixe na gravidez

por Nutricionista Karen Falzeta Falco Innocentini - CRN3 27588

peixe

Você já comeu um peixinho, feito na hora, ensopado, assado ou cozido?

Agora você terá outros motivos para aumentar o consumo de peixe. Este alimento é rico em duas célebres gorduras: o ácido docosahexaenóico (DHA) e o ácido eicosapentaenóico (EPA), que são gorduras ômega-3, fundamentais para o desenvolvimento saudável do seu bebê. Ele favorece o desenvolvimento do sistema nervoso central, desenvolvimento cognitivo (adquirir, absorver conhecimento, funções ligadas ao intelecto), visão, imunidade, ajuda a prevenir o parto prematuro, além de prevenir e tratar doenças cardiovasculares.

O cérebro humano compõe-se de cerca de 60% de gordura, sendo o DHA a principal gordura encontrada no cérebro e na retina.

Um estudo publicado no The Lancet mostrou que mulheres grávidas que consumiam cerca de 300 gramas de peixe ou frutos do mar por semana davam à luz crianças com pontuações mais altas em testes de QI.

Em situações nas quais ocorra sua deficiência, podem ser observadas alterações neurológicas e visuais, tais como: mudez, fraqueza, incapacidade de andar, dores nas pernas, distúrbios psicológicos, visão turva e alterações na capacidade de aprendizado.

Peixes recomendados

Os peixes de água fria, como a sardinha, arenque, salmão, truta, bacalhau e linguado são ótimas fontes. A melhor escolha é consumi-los frescos, já que possuem maior concentração deste nutriente.

É aconselhável que mulheres grávidas e crianças evitem o consumo de  tubarão, peixe-espada, atum fresco e congelado, cavala e lofolátilo. Além de limitar os demais a 350 gramas por semana. São peixes que correm o risco de estarem contaminados com metilmercúrio, bifenilas policlorinadas (PCBs) e dioxinas, todos representando potencial risco à saúde.

Como escolher o peixe na hora da compra?

  • A carne do peixe deve estar firme à pressão dos dedos;
  • A carne é branca rosada;
  • Os olhos do peixe tem que estar salientes e brilhantes;
  • As escamas devem ser bem aderidas à pele;

Informe-se quanto ao dia de chegada do peixe fresco no mercado.

Dicas

  • Coma peixe fresco de 2 a 3 vezes por semana;
  • Atum e sardinha enlatados também valem. Apenas dê preferência aos conservados em água (atum em lata tem baixo teor de mercúrio, em especial se for “light”);
  • Escolha receitas com preparações ensopadas, assadas, grelhadas ou cozidas;
  • Use também como recheio de tortas.
  • Para dias em que não é possível consumir peixe, suplementos podem ser apropriados. As cápsulas fornecem diferentes concentrações de EPA e DHA. Porém, pode haver  náusea e perturbações gastrointestinais. Mas os benefícios provavelmente valerão a pena.

Peça ao seu(a) nutricionista dicas de preparo e adequação do seu cardápio com esse tipo de alimento.

Sardinha à Escabeche

Ingredientes

  • 10 sardinhas inteiras limpas e sem cabeça (300 g)
  • ½ pimentão verde em rodelas
  • 1 ½ cebola em rodelas
  • 2 tomates cortados em rodelas
  • Suco de 1 limão
  • 2 colheres (café) de sal
  • Pimenta do reino à gosto (opcional)
  • 3 folhas de louro
  • 2 colheres (sopa) de vinagre branco

Preparo:

Tempere a sardinha com sal, pimenta e limão. Deixe marinar por 30 min. Arrume em camadas na travessa: a cebola, o tomate e o pimentão.

Acrescente o vinagre e as folhas de louro. Arrume as sardinhas sobre esta “caminha”. Cubra com papel alumínio e leve ao forno até assar a sardinha.

Rendimento: 5 porções.

Fonte:  ANutricionista.Com - Karen Falzeta Falco Innocentini - CRN3 27588 - Nutricionista em São José do Rio Preto.

SCHWARCZ, J. Uma maçã por dia: mitos e verdades sobre os alimentos que comemos. RJ: Jorge Zahar, 2008. p. 145. Trad. Maria Luiza X.A. Borges.

SILVA, D.R.B.; MIRANDA JUNIOR, P.F.; SOARES, E.A. A importância dos ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa na gestação e lactação. Rev. Bras. Saude Mater. Infant., Recife, v. 7, n. 2, Apr. 2007. Disponível em: . Acesso em: 25 Nov. 2010.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário