O poder das sementes

por Nutricionista Daniela Mendes Tobaja - CRN3 27602

sementes

O consumo das sementes em geral faz parte dos hábitos alimentares da minoria da população, um dos motivos se deve ao desconhecimento de seus benefícios.

A farinha da semente de abóbora, por exemplo, além de conter uma grande quantidade de fibras (principalmente em seu estado maduro), proteínas, antioxidantes (preventivo de doenças, envelhecimento, etc.), também tem efeito vermífugo.

A semente de abóbora pode ser consumida tanto na forma de aperitivo como de farinha, esta tem demonstrado potencializar os efeitos de medicamentos hipotensivos (felodipina e captopril) e hipercolesterolêmicos (sinvastatina).  Os estudos também encontraram efeitos positivos na redução de glicose sanguínea, triacilglicerois e colesterol devido à presença de antioxidantes e ácidos graxos insaturados. Além destes benefícios, a semente de abóbora contém proteínas que melhoram o processo de coagulação sanguínea.

Muitos já sabem que, a ingestão de fibras alimentares esta diretamente relacionada com a prevenção de inúmeras doenças crônicas não transmissíveis como o diabetes, dislipidemias, entre outros. Sendo assim, o interesse em proporcionar fibras vem crescendo dentro das indústrias, a fim de tornar os produtos mais atrativos aos consumidores. No entanto, muitos produtos rotulados como integrais apresentam baixo teor de fibras.

O principal efeito das fibras esta relacionado à sua solubilidade em água, sendo classificadas como, fibras solúveis (que exerce efeitos positivos no controle da glicemia, prevenção de doenças crônicas entre outros) e as fibras insolúveis (mais utilizadas para aumento do peso fecal, proporcionando um aceleramento do trânsito intestinal e estimulando os movimentos peristálticos.

O gergelim, também é um bom exemplo de semente rica em proteínas (50%), principalmente em aminoácidos sulfurados. Além disso, a combinação da semente de gergelim com os grãos, como o feijão (caupi), que também contem boas concentrações de proteína (25%), aminoácidos essenciais, fibras e lisina, se completam formando uma excelente fonte protéica. O feijão comum (carioca), também apresenta uma boa combinação na proporção de 50:50, uma ótima opção para os vegetarianos.

Os grãos também diminuem os níveis de leptina, que age diretamente na saciedade e no gasto de calorias, quando somado ao poder das fibras em proporcionar uma maior distensão gástrica, induz uma maior sensação de saciedade, o que facilita a perda de peso.

A forma de utilização do gergelim que vem sendo cada vez mais estudada é a farinha desengordurada do gergelim dessecado.

No mercado industrial, a farinha de gergelim vem sendo utilizada como substituto econômico da carne em salames fermentados.

A farinha de gergelim apresenta uma alta digestibilidade, o que é muito positivo para todo o trato gastrointestinal, prevenindo a formação de gases, constipação entre outros sintomas. A sua utilização é muito recomendada para diabéticos, devido ao seu efeito hipoglicemiante e melhora da sensibilidade a insulina.

As sementes, além de uma ótima fonte de proteínas e fibras, também são fontes de cálcio, ferro e fósforo. E melhor ainda, apresentam uma biodisponibilidade (poder de absorção) para o cálcio, muito superior aos leites, queijos e derivados. Os estudos também encontraram melhoras nos níveis de hemoglobina. Isso sem falar na presença de fitoquímicos, vitaminas, minerais, compostos fenólicos, fitoestrogenos e gorduras poliinsaturadas, que são as benéficas a saúde.

Para ter mais informações de como se beneficiar com a utilização das sementes procure um nutricionista.

Fonte:  ANutricionista.Com - Daniela Mendes Tobaja - CRN3 27602 - Nutricionista em Piracicaba.

Efeito da farinha de semente de abóbora (Cucurbita maxima, L.) sobre o metabolismo glicídico e lipídico em rato. Rev. Nutr. vol.21 n.2, 2008.

Figueiredo A., Modesto-Filho J. Efeito do uso da farinha desengordurada do Sesamum indicum L nos níveis glicêmicos em diabéticas tipo 2. Rev. bras. farmacogn. vol.18, no.1, 2008.

Maia G. A., Calvete Y. M. A., Telles F.J.S., Monteiro J. C. S., Sales M.G. Eficiência da farinha desengordurada de gergelim como complemento protéico da farinha extrudada de caupi. Pesq. agropec. bras. vol.34, no.7, 1999.

Pumar M., Freitas M. C. J., Cerqueira P. M., Santangelo S. B. Avaliação do efeito fisiológico da farinha de semente de abóbora (Cucurbita maxima, L.) no trato intestinal de ratos. Ciênc. Tecnol. Aliment. vol.28, 2008.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário