Nutrição e estética. Alguma relação?

por Nutricionista Cristiane Mara Cedra - CRN3 19470

beleza

Olá amigos leitores. Hoje vou falar da busca pela beleza. Você  já se perguntou o que significa ser belo? No dicionário encontramos que é a harmonia entre traços e formas. Quanto mais simétrico for, mais belo podemos dizer que é. Mas se você perguntar para seus amigos homens o que é uma mulher bonita, uns vão dizer que é a morena outros a loira, uns gostam das magrinhas outros das recheada de formas e assim vai. Agora se fizermos esta mesma pergunta para um grupo de mulheres as respostas normalmente são as magras, sem nenhuma ruga, nenhuma celulite, nenhum culote e nenhuma estria. Existe essa mulher?

Concordo que não é nada agradável ter celulites ou um destes ítens citados. Mas a que preço as pessoas estão dispostas a pagar pelo corpo “perfeito”? O que escuto diariamente no consultório são as dietas radicais, que passam fome e perdem peso rapidamente. Alguém já se perguntou o que acontece nesse tipo de emagrecimento? A única certeza que muitos tem é o risco de recuperar o peso. Mas você que já passou por esta experiência, olhe para o seu corpo, o que aconteceu com ele? Ficou belo? Ficou simétrico? Com certeza não.

Quem faz dieta radical, possivelmente fica muito tempo sem comer e consome quantidades reduzidas. Com isso, perde muito mais massa magra (músculos) do que gordura, ou seja,  quebra colágeno e como consequência vem a flacidez. O corpo não gosta nada da idéia de mexer nas reservas de energia e aumenta os receptores de gordura. Isso acontece porque é a gordura que garante a sobrevivência da nossa espécie. Quando a pessoa volta a comer a sua quantidade habitual, o corpo guarda mais gordura e nem sempre ela é estocada de maneira uniforme. Além disso, com a perda de massa magra diminui o metabolismo basal, ou seja, energia que o corpo gasta para viver. Quando volta a comer a quantidade de costume ganha peso e gordura com mais facilidade. Não contente, a pessoa  faz outra dieta da moda e perde mais massa magra e isso vira um ciclo.

Estou exagerando? Infelizmente não estou.

Neste artigo quero mostrar a importância da alimentação para beleza do corpo. Um corpo não flácido, com menos celulite e com menos acúmulo de gordura. Não sei se você notou, eu falei menos celulite e menos gordura. Não podemos esquecer do fator genético. Se a mãe tem celulite, a filha tem muita chance de ter também. Se a estrutura familiar é “larga”, não tem como ter um copo fininho. Mas isso não significa que se os pais tem obesidade, os filhos também terão. O hábito alimentar e o estilo de vida  são fundamentais para o desenvolvimento da obesidade.

Uma alimentação saudável ajuda não só no controle de peso, mas também a diminuir a velocidade do envelhecimento, celulite, flacidez, acne, queda de cabelo e resposta adequada após procedimentos estéticos (lipoaspiração, peeling, drenagem linfática, etc).

Pense nisso. Alimentação saudável não é só para quem quer perder peso e sim para quem deseja manter a beleza do corpo.

Este artigo é para abrir a mais nova categoria do site: Nutrição em estética. Em breve, detalhes sobre as dicas na alimentação para cada um dos ítens citados acima.

Ame você, ame seu corpo e ame a sua saúde.

Fonte:  ANutricionista.Com - Cristiane Mara Cedra - CRN3 19470 - Nutricionista em São Paulo.

Referências Bibliográficas:
SCHNEIDER, Aline Petter. Nutrição Estética. São Paulo: Editora Atheneu, 2009.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

3 Comentários para “Nutrição e estética. Alguma relação?”

  1. Marcos Aurelio comentou:

    Oi! Sou o Marcos Aurelio do RJ. No seu artigo você fala sobre a massa magra que perdemos com dietas radicais. Felizmente não é o meu caso, mas na minha ignorancia eu também pensava que se fechar a boca pederdia peso de forma normal. Uma duvida me veio a mente. Tem como recuperar essa massa magra perdida? Como fazer? Esse é o meu e-mail. Se vocês poderem mandar para ele agradeço.
    [email protected]
    Obrigado.

  2. Leila comentou:

    Nossa sempre que leio as matérias fico bastante FELIZ, pois de maneira bem simples e clara consegue alertar a todos sobre os riscos, que muita gente se sacrifica em nome de um padrão estético sem conhecer os dois lados da moeda. Muito bom!!! Adoro:)

  3. nutricionista comentou:

    Oi Marcos!

    Você recupera essa massa magra perdida com a prática de exercício físico e melhorando a qualidade/quantidade da sua alimentação.

    Abraços,

Deixe um comentário