Menopausa: use a alimentação a seu favor!

por Nutricionista Tatiane Trevilato de Brito - CRN3 26450

menopausa

A Menopausa nada mais é que um processo natural do organismo das mulheres, que muitas vezes traz preocupações intensas pelos sintomas que a acompanham. Em níveis e graus diferentes, mas que normalmente reduzem a qualidade de vidas das mulheres e consequentemente de todos que a cercam.

Há uma diminuição na produção hormonal e os sintomas desta fase podem ser caracterizados pela famosa onda de calor, suor noturno, irritabilidade, ansiedade, insônia, cansaço, diminuição da atenção e da memória, e estes  são apenas alguns sintomas que acompanham as mulheres neste período.

Além dos tratamentos de reposição hormonal, temos no nosso dia-a-dia aliados naturais importantes, que quando inseridos na nossa alimentação ajudam na redução e controle destes sintomas.

Então que tal conhecê-los um pouco melhor e aproveitar ao máximo os benefícios destes alimentos?

Vamos começar pelos  grãos, cereais integrais, frutas e as hortaliças, que são excelentes fontes de nutrientes que podem ajudar na redução dos sintomas.

A ingestão dos alimentos que são ricos em vitamina E, C e D3, zinco, cálcio, ácido fólico, magnésio, selênio, carboidratos integrais, proteínas de alto valor biológico, substâncias fitoestrogeneas e fitonutrientes ameniza as causas decorrentes dos déficits hormonais, de estrógenos e progesterona.

A  ingestão de frutas cítricas é benéfica pois a vitamina C presente, por exemplo, torna-se necessária para a síntese dos hormônios do ovário.

Soja: As evidências cientificas indicam que o consumo de soja parece diminuir as ondas de calor da menopausa e auxiliar na redução dos níveis de colesterol. A isoflavona, também chamada de fitoestrogênio, é um composto da soja. Sua estrutura química é semelhante ao estrógeno.

O ácido fólico é  fundamentais para ajudar na reposição do DNA, além de diminuir o risco de câncer de mama, e é encontrado nos vegetais verdes escuros.

O selênio, encontrado na castanha do pará, além de ter propriedades antioxidantes, tem a capacidade de fortalecer as funções cerebrais, que durante o período da menopausa, tem a tendência de diminuir.

Não podemos deixar de falar do magnésio, que age no bom humor, no relaxamento muscular e na formação dos neurotransmissores, e são encontrados nos cereais integrais, grãos, beterraba e sementes oleaginosas.

Entre vários fatores, um que merece uma atenção especial, é que a menopausa está associado à osteoporose. Durante a menopausa, ocorre um declínio natural de estrógeno, o que prejudica a absorção e a captação do cálcio pelos ossos. Isso contribui para o enfraquecimento dos ossos, podendo levar a osteoporose. O cálcio é importante para a massa óssea e contração muscular e boas fontes deste nutriente estão no leite e derivados e nos vegetais verdes.

Para que seu cardápio se torne aliado nesta luta contra os sintomas da menopausa é importante que tenham fontes de vitamina E, que diminuem as ondas de calor, e são encontrados sementes oleaginosas e óleos vegetais. Também é necessário que consuma uma fonte de vitamina B6, importante para a formação dos neurotransmissores, e melhora do bem estar, sendo encontrado em cereais integrais, ovos e grãos.

Podemos citar mais uma lista de nutrientes, como por exemplo, vitamina D, selênio, ômega 3, proteínas de alto valor biológico, zinco, mas melhor do que isso, é ter uma alimentação equilibrada e saudável durante sua vida toda, assim fica mais fácil garantir um aporte adequado de nutrientes.

Para superar os sintomas indesejáveis e o risco acentuado de certas doenças da menopausa é fundamental que  as mulheres tenham consciência da importância em adotar  um estilo de vida saudável e equilibrado que envolve alimentação balanceada, exercícios físicos regulares, manutenção de um peso adequado e restrição de álcool, sal e do fumo.  Estas medidas levam à prevenção e ao tratamento de doenças, o retardo das consequências naturais do processo de envelhecimento e, sobretudo à melhoria da qualidade de vida

Portanto, uma alimentação balanceada, variada e colorida durante a vida toda poderá te proporcionar um aporte nutricional favorável, suprindo todas as necessidades de macro e micronutrientes. Se houver dúvidas em como fazer, procure um nutricionista! Desta forma você vai enfrentar a menopausa sem sofrimento! E aproveitar, afinal esta é apenas mais uma de tantas fases que a vida vai te proporcionar!

Fonte:  ANutricionista.Com - Tatiane Trevilato de Brito - CRN3 26450 - Nutricionista em Ribeirão Preto.

LANZILLOTTI, Haydée Serrão et al. Osteoporose em mulheres na pós-menopausa, cálcio dietético e outros fatores de risco. Rev. Nutr. [online]. 2003, vol.16, n.2 [cited 2010-12-20], pp. 181-193 .

NAHAS, Eliana Aguiar Petri et al. Efeitos da isoflavona sobre os sintomas climatéricos e o perfil lipídico na mulher em menopausa. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 2003, vol.25, n.5 [cited 2010-12-20], pp. 337-343
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário