Dicas para o preparo dos alimentos

por Nutricionista Karen Falzeta Falco Innocentini - CRN3 27588

Quase todos os dias surgem várias pessoas nos dando dicas de uma coisa ou outra na hora de lidarmos com os alimentos. E, na verdade, até mesmo dicas opostas e contraditórias, nos deixando um tanto quanto perdidos ao que se refere à veracidade das informações.

Pensando nisso, listei algumas situações com dicas que facilitam nossa prática diária e ainda nos asseguram da redução de grandes riscos de contaminação.

  1. Antes de preparar as refeições: verifique quais os alimentos necessários e a quantidade correta para uma alimentação saudável. Para tanto, esteja sempre com uma lista na mão para facilitar a compra;
  2. Preparar refeições requer conhecimento nutritivo, econômico e higiênico dos alimentos. Esteja sempre atento(a) a dicas de controle de higiene ou procure um(a) nutricionista para ajudá-lo(a) nessa tarefa;
  3. Todas as pessoas precisam receber os nutrientes necessários: proteínas, carboidratos, gorduras (lipídios), minerais, vitaminas, fibras e água, podendo apenas alterar as concentrações de cada de acordo com as necessidades individuais de cada um.

Preparo das carnes

  • Carne Vermelha: boi, porco, cabrito etc.
  • Carne Branca: aves, peixe, rã etc.
  • As carnes estragam muito rápido quando deixadas fora da geladeira, pois é favorecido o desenvolvimento de bactérias. Tenha o cuidado de manusear as carnes durante, no máximo, 30 minutos fora da refrigeração.

Métodos de cozimento

  • Calor Seco: assar, tostar
  • Calor Úmido: cozinhar em vapor, refogar e ferver

Pescados

  • São de fácil digestão e possuem menos gordura, além de serem, na maioria das vezes, de boa qualidade.
  • Cuidados em dobro na hora da compra, armazenamento e cozimento. Compre congelados ainda dentro do prazo de validade ou frescos, com características específicas do próprio pescado livre de deterioração.
  • Possuem menor tempo de cozimento, não exigem temperatura alta.
  • Se deixar a carne de peixe cozinhando por muito tempo, ficará dura e ressecada.

Leite

  • Pode ser usado em várias preparações de alimentos: junto com frutas, em suflê, purês, bolos etc.

Aves

  • Frango: carne bastante delicada, branca ou ligeiramente parda, de sabor agradável e de fácil digestão.
  • Armazenar em refrigerador ao comprar e/ou depois de prepará-la (para impedir a proliferação de bactérias).

Temperatura

Carnes preparar em temperatura baixa ou moderada, a fim de:

  • preservar os nutrientes;
  • evitar o encolhimento da carne (assim, a carne ficará cozida por igual, tornado-a macia e saborosa).

Ovos

  • Sempre frescos, sem rachadura e casca bem resistente;
  • Observar a data de validade;
  • Para saber se o ovo está bom: colocá-lo em copo com água – se flutuar pode ser que esteja estragado; se afundar estará em bom estado para consumo.

Leguminosas

  • Alimentos que dão em vagem: soja, ervilha, grão-de-bico, amendoim e todos os feijões.
  • Os grãos devem estar inteiros, sem caruncho (verificar se estão mofados).
  • Cozidas em fogo brando para preservação dos nutrientes.

Hortaliças e frutas

  • Devem apresentar coloração firme, não ter partes murchas, manchas e amassadas.
  • As condições de sanitização devem ser respeitadas: quando for consumi-los crus e com casca, lavar em água corrente e depois deixar de molho em solução de 1 colher de sopa de hipoclorito de sódio (ou água sanitária com 2% de cloro) para 1 litro de água. Deixar porv10 minutos. Enxaguar novamente em água corrente.
  • Sempre cozinhá-las com pouquíssima água ou no vapor e utilizar sempre que possível a água do cozimento em outras preparações.

Fique sempre atento (a) a informações relacionadas à manipulação, armazenamento e conservação dos alimentos. Dessa maneira você terá muito mais segurança na hora de sentar à mesa. Solicite a ajuda de um (a) nutricionista para lhe esclarecer dúvidas e complementar essas dicas básicas citadas acima.

Fonte:  ANutricionista.Com - Karen Falzeta Falco Innocentini - CRN3 27588 - Nutricionista em São José do Rio Preto.

Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de alimentos II - Cuidados na Preparação de Alimentos. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003.21 pág. (Mesa Brasil Sesc - Segurança Alimentar e Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário