Desnutrição no Envelhecimento

por Nutricionista Adriana Fernandes Miranda - CRN4 09100076

idosos4

Está havendo um crescimento na expectativa de vida em todas as partes do mundo, e com as pessoas ficando cada vez mais idosas, precisamos pensar desde cedo na melhor forma de programar o envelhecimento diminuindo o risco de doenças durante toda a vida, e sendo assim, vivendo melhor.

Algumas doenças são caracterizadas por aparecerem durante o processo de envelhecimento, como Alzheimer, Pneumonia, Doença renal, Hipertensão arterial e Diabetes. Os fatores de estilo de vida que parecem influenciar o envelhecimento são: adequação e regularidade do sono, freqüência de consumo de refeições bem balanceadas, presença de atividade física, hábito de fumar, consumo de álcool e peso corporal. A doença e a incapacidade não são sempre conseqüências inevitáveis do envelhecimento. A eliminação de fatores de risco e a adoção de comportamentos de estilo de vida saudáveis são alguns dos determinantes de como uma pessoa envelhece bem.

Há uma perda de músculo relacionada à idade, o que contribui para diminuição da força muscular, alterações do modo de andar e equilíbrio, e risco aumentado de doenças crônicas. Deve-se ter cuidado com a perda do paladar e olfato que também ocorre, pois diminuem o apetite e podem se tornar um fator de risco para desnutrição.

A desnutrição, muito vista nos nossos idosos não é causa somente da alimentação, outros fatores influenciam em seu estado nutricional:

  • Ausência de uma educação nutricional;
  • Restrições financeiras (valor da aposentadoria e os gastos com medicações, principalmente);
  • Diminuição da capacidade física e psicológica;
  • Isolamento social;
  • Tratamento de várias doenças;
  • Alcoolismo, entre outros.

Se você é um adulto mais velho, ou conhece algum, saiba que a desnutrição compromete o sistema imunológico (de defesa contra doenças) e pode contribuir para o desenvolvimento de infecções, feridas de difícil cicatrização e estadias mais longas em hospitais, por exemplo. Por isso a detecção precoce da desnutrição é muito importante, porque a correção do estado nutricional se torna mais fácil.

As pessoas de todas as idades precisam de vários nutrientes para se manterem saudáveis. Elas podem obtê-los com uma dieta balanceada consumindo regularmente alimentos de todos os grupos alimentares. Com a idade, a densidade de nutrientes se torna ainda mais importante, com todas vitaminas e minerais sem calorias extra. Mas com freqüência os adultos mais velhos não incluem frutas, hortaliças e laticínios adequados, o que pode afetar seu estado nutricional. O uso de suplementos orais comerciais ou de sondas alimentares podem ajudar a atingir as necessidades maiores de nutrientes, se necessário.

Uma dica importante é consumir refeições e lanches coloridos, visualmente apetitosos, saborosos e de consistência apropriada à cada idoso. Quatro ou cinco refeições menores são mais bem toleradas do que somente as três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar). A ingestão de carnes é fundamental, sempre sem as gorduras aparentes e evitando frituras. Deve ser priorizado o consumo de carboidratos que possuem mais fibras, como feijão, lentilha, grão de bico, grãos integrais e frutas. E cuidado com as gorduras, prepare as refeições com pouco óleo, sem frituras. O azeite está liberado, mas com moderação!

A desidratação é mais comum nos adultos mais velhos do que se reconhece, causando sintomas como constipação, dor de cabeça, sede, boca e pele secas, tontura, entre outros. Logo, não podemos esquecer da água, já que os idosos precisam de hidratação constante.

Fonte:  ANutricionista.Com - Adriana Fernandes Miranda - CRN4 09100076 - Nutricionista no Rio de Janeiro.

Mahan, LK; Escott-Stump, S. Alimentos, nutrição de dietoterapia. 11ª edição. Editora Roca, São Paulo, 2005.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário