Cuidados nutricionais na redução de estômago

por Nutricionista Adriana Fernandes Miranda - CRN4 09100076

 

MDICOS~1

A obesidade se caracteriza pelo aumento de peso devido ao acúmulo de gordura no organismo. É associada a um maior risco de diversas doenças e de morte. Um dos tratamentos indicados para a obesidade mórbida é a cirurgia bariátrica, que tem por objetivo reduzir a ingestão alimentar e manter a saciedade. Para isso, são realizados procedimentos  cirúrgicos com redução da capacidade do estômago e diminuição da  passagem pelo intestino delgado. Este tratamento é o primeiro passo de uma longa caminhada ao emagrecimento, sendo necessário acompanhamento multidisciplinar para o resto da vida.

São fatores importantes na reeducação alimentar após a cirurgia:
• Incorporar novos hábitos alimentares;
• Mastigar lentamente, com intervalo entre as porções ingeridas;
• Não ingerir líquidos durante as refeições;
• Fazer refeições ou lanches intermediários;
• Alimentar-se em local adequado, sentado;
• Manter a ingestão de líquidos mínima em 2 litros/dia;
• Evitar alimentos ricos em gorduras e açúcar;
• Evitar doces, balas e chocolates;
• Evitar frituras, maionese, molhos gordurosos (branco, queijo,molhos prontos);
• Fazer exercícios físicos conforme orientação da equipe médica;
• Ingerir produtos dietéticos como doces, balas pães, biscoitos, massas em baixa quantidade, pois também engordam se consumidos em excesso.
Alimentos que devem ser evitados no pós operatório:
Cafeína, bebidas gaseificados (água com gás, refrigerantes), bebidas alcoólicas, açúcar, doces em geral, alimentos com alto teor de gordura, frituras, alimentos industrializados (balas, salgadinhos, bolachas recheadas).Proteína – Carnes em geral, ovos, leite, iogurte, queijos, leguminosas (feijões, lentilha, ervilha, soja e derivados).
Alimentos que devem ser estimulados no pós operatório:
Ferro – Carnes em geral, miúdos, gema de ovo, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha), vegetais de cor verde escura, beterraba, moranga, pimentão, ameixa seca, cereais integrais, alimentos fortificados com ferro.Ácido fólico -Fígado, peixes, feijão branco, soja e derivados, brócolis, couve, espinafre, couve-flor, repolho, beterraba crua, aspargos, ovo, laranja,  melão, maçã, pães integrais.
Vitamina C – Moranga, beterraba, brócolis, couve-flor, ervilha, repolho, tomate, alho, pimentão, rabanete, salsa, abacaxi, acerola, bergamota, caju, goiaba, kiwi, laranja, limão, maracujá, morango e uva.Vitamina B12 – Carnes em geral, fígado, atum, leite, iogurte, queijo.
Vitamina B1 (Tiamina) – Carnes vermelhas, fígado, atum, feijão, ervilha, cereais integrais, leite, gema de ovo, abobrinha, berinjela, batata doce, beterraba, cenoura, couve-flor, pimentão, goiaba, laranja, maçã, morango, pêssego, tomate, uva.
Cálcio – Iogurte, leite, queijo, leite de soja enriquecido com cálcio, queijo tofú, couve-flor, vegetais folhosos verde-escuros, salmão, laranja, feijão branco, abóbora, abobrinha, palmito, morango, rabanete, ervilha.
Vitamina D – Fígado, leite, gema de ovo, arenque, sardinha, atum, salmão.
Vitamina A – Fígado, leite, ovos, vegetais folhosos verde-escuros, legumes e frutas alaranjados e amarelados (cenoura, laranja, abóbora, tomate, pêssego, maracujá, caqui, goiaba, caju), batata doce, abobrinha.
Vitamina E – Óleos vegetais (girassol, canola, milho, soja), azeite de oliva, margarina, gema de ovo, aspargos, amêndoas, nozes, castanhas.
A recidiva de ganho de peso ainda é muito elevada, e um dos fatores causais é a falta do acompanhamento pré e pós operatório adequados. Há necessidade da conscientização destes pacientes sobre a necessidade de mudar seus hábitos alimentares e psicológicos, para que o objetivo de redução de peso corporal seja alcançado e mantido. Para tanto, os pacientes devem ser acompanhados com médico e nutricionista para garantia de um emagrecimento saudável e sem complicações.

São fatores importantes na educação alimentar após a cirurgia:

• Incorporar novos hábitos alimentares;

• Mastigar lentamente, com intervalo entre as porções ingeridas;

• Não ingerir líquidos durante as refeições;

• Fazer refeições ou lanches intermediários;

• Alimentar-se em local adequado, sentado;

• Manter a ingestão de líquidos mínima em 2 litros/dia;

• Evitar alimentos ricos em gorduras e açúcar;

• Evitar doces, balas e chocolates;

• Evitar frituras, maionese, molhos gordurosos (branco, queijo, molhos prontos);

• Fazer exercícios físicos conforme orientação da equipe médica;

• Ingerir produtos dietéticos como doces, balas pães, biscoitos, massas em baixa quantidade, pois também engordam se consumidos em excesso.

Alimentos que devem ser evitados no pós operatório:

Cafeína, bebidas gaseificados (água com gás, refrigerantes), bebidas alcoólicas, açúcar, doces em geral, alimentos com alto teor de gordura, frituras, alimentos industrializados (balas, salgadinhos, bolachas recheadas).

Alimentos que devem ser estimulados no pós operatório:

Ferro – Carnes em geral, miúdos, gema de ovo, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha), vegetais de cor verde escura, beterraba, moranga, pimentão, ameixa seca, cereais integrais, alimentos fortificados com ferro.

Ácido fólico -Fígado, peixes, feijão branco, soja e derivados, brócolis, couve, espinafre, couve-flor, repolho, beterraba crua, aspargos, ovo, laranja,  melão, maçã, pães integrais.

Vitamina C – Moranga, beterraba, brócolis, couve-flor, ervilha, repolho, tomate, alho, pimentão, rabanete, salsa, abacaxi, acerola, caju, goiaba, kiwi, laranja, limão, maracujá, morango e uva.

Vitamina B12 – Carnes em geral, fígado, atum, leite, iogurte, queijo.

Vitamina B1 (Tiamina) – Carnes vermelhas, fígado, atum, feijão, ervilha, cereais integrais, leite, gema de ovo, abobrinha, berinjela, batata doce, beterraba, cenoura, couve-flor, pimentão, goiaba, laranja, maçã, morango, pêssego, tomate, uva.

Cálcio – Iogurte, leite, queijo, leite de soja enriquecido com cálcio, tofú, couve-flor, vegetais folhosos verde-escuros, salmão, laranja, feijão branco, abóbora, abobrinha, palmito, morango, rabanete, ervilha.

Vitamina D – Fígado, leite, gema de ovo, arenque, sardinha, atum, salmão.

Vitamina A – Fígado, leite, ovos, vegetais folhosos verde-escuros, legumes e frutas alaranjados e amarelados (cenoura, laranja, abóbora, tomate, pêssego, maracujá, caqui, goiaba, caju), batata doce, abobrinha.

Vitamina E – Óleos vegetais (girassol, canola, milho, soja), azeite de oliva, margarina, gema de ovo, aspargos, amêndoas, nozes, castanhas.

A recidiva de ganho de peso ainda é muito elevada, e um dos fatores causais é a falta do acompanhamento pré e pós operatório adequados. Há necessidade da conscientização destes pacientes sobre a necessidade de mudar seus hábitos alimentares e psicológicos, para que o objetivo de redução de peso corporal seja alcançado e mantido. Para tanto, os pacientes devem ser acompanhados com médico e nutricionista para garantia de um emagrecimento saudável e sem complicações.

Fonte:  ANutricionista.Com - Adriana Fernandes Miranda - CRN4 09100076 - Nutricionista no Rio de Janeiro.

Referências Bibliográficas:
Orientações Nutricionais na cirurgia bariátrica. Hospital de Clínicas, Porto Alegre - RS. Educação em Saúde, volume 19.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário