Consequências da Obesidade

por Nutricionista Cristiane Mara Cedra - CRN3 19470

A obesidade é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Entretanto, podemos controla-la. A maior preocupação da obesidade é que ela sempre traz outras doenças junto. Vamos entender isso um pouquinho melhor.

Abaixo vou explicar como a obesidade leva a outras doenças. É importante reforçar que essas outras doenças não são apenas conseqüências da obesidade. Elas também podem ocorrer por outros motivos. Neste artigo vou ressaltar a obesidade como um ponto de partida para essas doenças.

Quem está com obesidade provavelmente tem um alto consumo de gorduras na alimentação e um hábito de vida inadequado (estresse e sedentarismo). Isso pode levar a um aumento de gorduras ruins no sangue como colesterol alto (deslipidemia). Essa gordura vai se acumulando nas artérias e atrapalha a passagem do sangue (aterosclerose). Com essa passagem do sangue dificultada, o coração tem que bombear muito mais forte para conseguir fazer com que o sangue passe pelas artérias e irrigue todo o corpo. Com isso aumenta a pressão do sangue na artéria, levando a hipertensão arterial. Com tanto esforço, chega um momento que uma parte do coração não agüenta e morre, conhecido como infarto agudo do miocárdio. No cérebro, essa obstrução leva ao derrame cerebral. O sangue desce pela ação da gravidade, mas para ter esse retorno contamos com válvulas que fazem esse serviço. Com o excesso de peso esse trabalho é dificultado e parte desse sangue fica retido levando as varizes.

A Gota é uma doença que afeta mais homens em torno dos 45 anos. Mas isso não quer dizer que não pode acontecer com as mulheres também. São inflamações nas extremidades do corpo que incham e doem bastante. Isso acontece devido o aumento do ácido úrico no sangue e está relacionado também com artrite aguda.

Nós temos cartilagem entre os ossos. Ela parece uma “gelatina” que tem como função diminuir o atrito entre os ossos. Com o aumento de peso essa cartilagem não consegue fazer o seu trabalho e começa a ter choque entre os ossos (osteoartrose).

Existem dois tipos de diabetes. A tipo 1 (genética), ou seja, a pessoa descobre nos primeiros anos de vida ou até a adolescência, e a tipo 2 que acontece por consequência de erros alimentares e estilo de vida. Quem tem obesidade tem 2 vezes mais chances de desenvolver a diabetes.

A alimentação inadequada pobre em fibras e rica em gorduras e carboidratos além de elevar o colesterol também pode levar a pedras na vesícula (cálculos na vesícula biliar).

Quem tem obesidade já deve ter percebido que tem dificuldade para respirar e dormir. A gordura, principalmente na região abdominal pode levar à apnéia do sono. Essa doença é percebida quando a pessoa que está deitada para de respirar por alguns instantes. Só volta a respirar quando a pessoa se levanta. É uma doença perigosa que só com a diminuição do peso já é possível perceber melhora. Quem tem essas doenças tem que estar com acompanhamento médico e precisa levar a sério a reeducação alimentar para ter melhora dos sintomas.

Fonte:  ANutricionista.Com - Cristiane Mara Cedra - CRN3 19470 - Nutricionista em São Paulo.

Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

16 Comentários para “Consequências da Obesidade”

  1. Felipe comentou:

    Muito bom este artigo!

    Parabéns!

  2. Ana Miranda comentou:

    Muito bom este artigo

  3. thamiris comentou:

    a obesidade é perigosa pode até da morte minha avó era obesa e quase morreu eu li sobre a obesidade gostei e li para ela agora ela não é mais obesa mais ta querendo voltar a ser mas eu fico lendo para ela e ela com o tempo vai aprendendo sobre a obesidade como eu aprendi e continuo aprendedo e estou gostando muito.

  4. Nathalia comentou:

    eu gostei do seu texto mas eu nunca quero ser obesa.

  5. mayra comentou:

    oi adorei esse artigo!!! ainda mais que o meu trabalho de conclusao de curso será discutido sobre obesidade…
    espero que encontro mais artigos com esse tema…

  6. Fernando Marinho comentou:

    cara meu vc falou tudo q precisava obrigado!!!!!!
    assino em baixo se for necessario!!

  7. Gabriel!!! comentou:

    Esse artigo me ajudo muito eim um trabalho q eu fiz sobre a obesidade!!!!
    Muito bom !!!

  8. islaine comentou:

    adorei mt esse artigo. E bem interessante me ajudou bastante em minha pesquisa
    bjsss ai galera

  9. gabriel comentou:

    Este trabalho esta me ajudando muito num trabalho sobre a obesidade que eu estou fazendo!!!
    Parabéns e Obrigado!!

  10. Samara comentou:

    Muito bom !!

  11. maria do socorro de lima araujo comentou:

    Muito bom, bem claro a reportagem vai me ajudar mais na questão de perder peso.
    Realmente estou na menopausa e é complicado, pois realmente o abdome está super grande, antes eu pesava 60, hoje estou com 78, horrivel não é.
    Como muita fruta, vegetais e legumes mas parece que o acumulo de gordura não desaparece nunca.
    A sua mensagem foi de grande importancia.

  12. Isa mara comentou:

    Este artigo sobre a obesidade está muito bom!!!!
    Beijos.

  13. matheus herique comentou:

    O artigo está 10! Muito bem explicado.

  14. nathalia comentou:

    Esta muito bem explicado!

  15. dedecarol comentou:

    Adorei!Estou fazendo trabalho de escola e isso foi essencial! Parabéns! Nota10!

  16. gabrielle comentou:

    Estou fazendo um trabalho e esse texto foi otimo

Deixe um comentário