Como incentivar o consumo de alimentos saudáveis aos filhos?

por Nutricionista Daniela Mendes Tobaja - CRN3 27602

Criança x Nutrição

De acordo com novos estudos é durante a gestação que se inicia o paladar dos bebes (feto), portanto, a diversidade dos alimentos consumidos pelas gestantes é muito importante para uma melhor aceitação e formação das preferências alimentares das crianças futuramente.

Inicialmente, todos os alimentos são bem aceitos pelas crianças, mas em determinado momento muitos alimentos (principalmente as verduras), deixam de ser bem aceitos, o que se torna um tormento para os pais. Mas e o que fazer para que isso não aconteça com seu filho?

1-) A hora da refeição ou lanche deve ser um momento de tranquilidade e prazer, tanto para os pais como para os filhos. É muito comum observarmos as mamães tensas nesta hora, já supondo a não aceitação do alimento pelo seu filho.

2-) Se a criança recusar se alimentar, o ideal é não insistir muito, retire o prato e guarde, no momento em que a criança apresentar fome lhe ofereça este prato novamente. O erro mais frequente cometido pelos pais, é a oferta de outros alimentos (como iogurtes, bolachas, entre outros bem aceitos pelas crianças), para que a criança não fique sem comer. Esta troca, se torna “muito vantojosa” para as crianças e esta substituição será por diversas vezes solicitada.

3-) É muito importante que os pais não forcem ou chantageiem as crianças dizendo: “se você comer tudo ganha um chocolate”, assim você reforça que o gostoso é o “prêmio”, que seria o chocolate. É importante sim, incentivar as crianças a provarem mais de uma vez o mesmo alimento, mas caso a criança diga que não gostou, deixe para que outro dia ela prove novamente.

4-)Misturar as verduras com o arroz, feijão ou carne, são ótimas estratégias. Dica: cozinhar a beterraba no feijão ou utilizar a água do cozimento da beterraba para fazer o arroz, desta forma você garante um maior aporte de micronutrientes, tão importantes para as crianças.

5-) Quando você (pai ou mãe), for fazer uma refeição com seu (s) filho (a) ressalte a ele o gosto dos alimentos, como: ” que gostoso”. A sua opinião é muito importante para eles.

6-) Levar as crianças para conhecer a horta é um ótimo exemplo de como torná-las mais próxima dos alimentos, conhecendo suas origens.

7-) Charmar seu (s) filho (a) para escolher e preparar um prato saudável pode ser uma otima opção, pois além de incentiva-lo a fazer escolhas mais saudáveis, a companhia dos pais ou mesmo do irmão pode tornar aquele momento especial, propiciando uma maior chance de associação de momentos bons com boas práticas alimentares.

8-) Os livros e vídeos infantis sobre educação alimentar (como os benefícios e malefícios dos alimentos), podem ser uma boa estratégia, pois assim você pode estimular seu filho a ter mais senso crítico sobre os alimentos, preparando-o para futuramente fazer seus próprias escolhas.

9-) Brincar com os alimentos na hora das refeições (como fazer casinha, carinha, bichinho, etc.), podem tornar estes momentos mais agradáveis.

Com essas dicas, espero estar contribuindo para um crescimento mais saudável e uma melhor qualidade de vida para seus filhos e consequentemente para você.

Fonte:  ANutricionista.Com - Daniela Mendes Tobaja - CRN3 27602 - Nutricionista em Piracicaba.

Silva ACA., Junio RT., Monteiro MI. Analisando conhecimentos e práticas de agentes educacionais e professoras relacionados à alimentação infantil. Ciência Ed. v16, n1, 2010.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário