Como e quando desmamar seu bebê?

por Nutricionista Tania A. Mesquita de Oliveira - CRN4 007100680

Desmamar um bebê parece muitas vezes algo muito simples, mas nem sempre é feito da maneira correta. Podemos classificar o desmame como um processo e descartar a idéia que se trata apenas de um ato isolado na vida da mãe e do seu bebê. Neste artigo iremos falar sobre esse processo de maneira simples e fácil.

Desmame

O desmame assim como o aleitamento materno é algo muito importante no desenvolvimento do bebê, e não fazê-lo da maneira correta pode acarretar prejuízos no seu crescimento. O aleitamento exclusivo  é indicado até os 6 meses de vida do bebê e garante que todas as suas necessidades nutricionais sejam supridas. Desde as calorias até os nutrientes como vitaminas e minerais, mas a partir dos 6 meses de vida somente o leite materno passa a não ser suficiente para o bebê. É nesse momento que devemos começar a introdução de novos alimentos na dieta do bebê e dar início o processo do desmame. Esse processo começa aos 6 meses de vida do bebê e pode ir até os 2 anos, variando de indivíduo para indivíduo. A vantagem do desmame feito da forma correta pode muitas vezes evitar o surgimento de futuros problemas alimentares

Introdução de novos alimentos

A introdução de novos alimentos deve ser algo gradativo e controlado. Não é indicado começar a introdução de todos os tipos de alimentos em um mesmo momento. De uma maneira geral iniciasse com o grupo dos vegetais.

O primeiro passo é oferecer sucos de fruta no horário do lanche. Assim que o bebê estiver adaptado com os sucos, de 1 à 2 semanas, o próximo passo é oferecer papas de frutas. Depois desses 2 passos que demoram um total aproximado de 1 mês já é possível introduzir preparações salgadas, exemplo: sopa de legumes.

A consistência dos alimentos também deverá ser observada, é sugerido: sopas batidas e frutas amassadas ou raspadas. É geralmente durante o desmame que podemos observar o surgimento de intolerâncias e alergias alimentares, por isso, deve-se ter atenção com o que é tolerado ou não pelo bebê.

Preparo das refeições

O preparo das refeições é simples, porém, deve ser observado que não é necessário o uso de sal, açúcar e tempero artificial. No caso das sopas é necessário apenas uma quantidade mínima de sal. O paladar do bebê não é o mesmo que do adulto, o que parece não muito apetitoso ou interessante para a mãe é tolerado muito bem pelo bebê. Já as papas de frutas dispensam a adição de qualquer tipo de açúcar, assim como os sucos e mamadeiras. Evite ao máximo os alimentos industrializados e/ou com corantes. Não é necessário exagerar na quantidade da porção a ser oferecida.

Quando oferecer as refeições

As refeições devem ser oferecidas entre as mamadas, que naturalmente terão sua freqüência diminuída, pois conforme o bebê for se adaptando com o consumo de novos alimentos menos ele irá “procurar” o peito da mãe. Logo, a quantidade de produção de leite irá gradativamente diminuir, dando espaço às refeições. É importante respeitar o ritmo de cada bebê.  A primeira mamada ao acordar e a última mamada antes de dormir geralmente são as últimas a serem substituídas por comida durante o processo do desmame, o que é uma vantagem para as mães que trabalham.

Observação

Esse artigo tem caráter apenas instrutivo e aplica-se a parte da população que é saudável, não substituindo consultas de nutricionistas e médicos. Ao ser observado qualquer acontecimento anormal deve-se consultar um profissional da área.

Fonte:  ANutricionista.Com - Tania A. Mesquita de Oliveira - CRN4 007100680

SILVA, A. P. SOUZA N.,Prevalência do aleitamento materno,Revista de Nutrição, Campinas, 18(3):301-310, maio/jun., 2005.

ICHISATO S.M.T., SHIMO A.K.K., Aleitamento materno e as crenças alimentares. Revista Latino-am Enfermagem 2001 setembro-outubro; 9(5):70-6.

WHO (World Health Organization), 1995. World Health Organization’s infant feeding recommendation. Bulletin of World Health Organization, 73:165-174.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário