Benefícios do Whey Protein

por Nutricionista Vanessa Vichi Girotto - CRN3 18387

leite

Whey protein tem sido considerada o “padrão ouro” da proteína para atletas sérios que trabalham arduamente para desenvolver e sustentar um forte e bem definido físico magro.  Os atletas precisam de mais proteína em sua dieta, muitas vezes, tanto quanto o dobro da dose diária recomendada.  A proteína de soro de leite é a escolha preferida para os atletas de todos os tipos.

As proteínas do soro do leite são extraídas da porção aquosa do leite, gerada durante o processo de fabricação do queijo, onde são mantidos os peptídios do soro constituídos por: beta-lactoglobulina, alfa-lactoalbumina, albumina do soro bovino, imunoglobulinas e glicomacropeptídeos.

Durante décadas, essa parte do leite foi dispensada pela indústria de alimentos. Somente a partir da década de 70, os cientistas passaram a estudar as propriedades dessas proteínas. Em 1971, o Dr. Paavo Airola, descreveu-as como parte importante no tratamento e prevenção de flatulências, prisão de ventre e putrefação intestinal. Atletas, praticantes de atividades físicas, pessoas fisicamente ativas e até mesmo portadores de doenças, vêm procurando benefícios nessa fonte protéica. Evidências recentes sustentam a teoria de que as proteínas do leite – incluindo as proteínas do soro – além de seu alto valor biológico, possuem peptídeos bioativos, que atuam como agentes antimicrobianos, antihipertensivos, reguladores da função imune, assim como os fatores de crescimento.

As proteínas do soro de leite (Whey Protein) são altamente digeríveis e rapidamente absorvidas pelo organismo, estimulando a síntese de proteínas sanguíneas e teciduais a tal ponto, que alguns pesquisadores classificaram essas proteínas como proteínas de metabolização rápida “fast metabolizing proteins”, muito adequadas para situações de estresses metabólicos em que a reposição de proteínas no organismo se torna emergencial.

Do ponto de vista nutricional, essas proteínas apresentam um excelente perfil de aminoácidos essenciais os quais nosso organismo não produz, tais como: triptofano, cisteína, lisina, leucina, isoleucina e valina; sendo estes três últimos, conhecidos como aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) que favorecem o anabolismo, assim como a redução do catabolismo protéico, favorecendo o ganho de força muscular e reduzindo a perda de massa muscular durante a perda de peso.

Whey protein , tem sido utilizado em diversos tratamentos , tais como;

Controle de Peso – O whey protein contém componentes bioativos que ajudam a estimular a liberação de dois hormônios de supressão: a colecistoquinina (CCK) e glucagon-like peptide-1 (GLP-1).  Em apoio a isso, um novo estudo descobriu que a proteína de soro de leite teve um impacto maior sobre a saciedade que a caseína, a proteína no leite outras.  Adicionando a proteína de soro de leite para um snack a meio do dia ou da bebida fornece energia saudável e pode ajudar a controlar a ingestão de alimentos na próxima refeição.

Câncer Os pacientes com câncer submetidos à radioterapia ou quimioterapia muitas vezes têm dificuldade em satisfazer as suas necessidades nutricionais diárias devido a náuseas e falta de apetite.  Isso pode levar à perda de peso, perda de massa muscular e desnutrição protéico calórica. Whey protein é uma excelente escolha protéica para pacientes com câncer, é muito fácil de digerir e muito suave para o sistema.  O whey protein pode ser adicionado a uma grande variedade de alimentos e bebidas para aumentar o teor de proteína, sem afetar o gosto.

Diabetes – Whey Protein, uma alta qualidade, alto valor biológico da proteína, é uma boa opção para os diabéticos que precisam gerenciar cuidadosamente a ingestão de alimentos. A proteína do Whey fornece mais valor do que quantidades iguais de proteínas de qualidade inferior que são frequentemente mais elevados de gordura e colesterol. Além disso, a proteína de soro de leite ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue e tem se mostrado benéfica para controle de peso, os quais muitas vezes são uma preocupação para os diabéticos tipo 2.

Nutrição do Lactente- O Whey protein contém muitos dos mesmos componentes encontrados no leite materno e por este motivo, é um ingrediente chave em uma ampla variedade de fórmulas infantis, inclusive para recém-nascidos prematuros. Certos tipos de proteínas de soro de leite para lactentes com base também foram mostrados para ajudar a reduzir a chorar com cólicas em bebês. Embora, a amamentação é o preferido, fórmulas infantis contendo proteínas do soro são a melhor coisa seguinte, quando, a amamentação não é uma opção. Além de uma excelente escolha protéica para a gestante que precisa de maiores quantidades de proteína

Envelhecimento Saudável- Uma boa alimentação e ingestão adequada de proteínas de soro de leite podem ajudar a manter os músculos fortes durante o envelhecimento, especialmente quando combinada com um programa de exercício e treino de resistência.

Cicatrização Quando o corpo está trabalhando para curar feridas e incisões cirúrgicas que exigem uma maior quantidade de proteínas.  Proteína e seus aminoácidos são os blocos de construção que iniciam o crescimento de nova pele durante o processo de cicatrização.  Uma quantidade insuficiente de proteína ou dietas ricas em proteínas de fraca qualidade, como a gelatina, pode atrasar o processo de cicatrização. Whey protein é uma proteína de alta qualidade muito e muitas vezes é a melhor escolha para produtos de alta proteína recomendada pelos médicos após a cirurgia ou queimadura terapia.

Fonte:  ANutricionista.Com - Vanessa Vichi Girotto - CRN3 18387 - Nutricionista em Sorocaba.

Referências Bibliográficas:
1. Boirie Y, Dangin M, Gachon P, Vasson MP, Maubois J-L, Beaufrère B. Slow and fast dietary proteins differently modulate post-prandial protein secretion. Proc Nat Acad Sci (USA) 1997; 94: 14930-5.

2. Dangin M, Boiurie Y, Garcia-Rodena C, Gachon P, Fauquant J Callier P, et al. The digestion rate is an independent regulating factor of post prandial protein retention. Am J Physiol Endocrin Metab 2001; 280:E340-E8.

3. Haraguchi, F. K.; Abreu, W.C.; De Paula, H. Proteínas do soro do leite: composição, propriedades nutricionais, aplicações no esporte e benefícios para a saúde humana. Revista de Nutrição, v. 19, n. 4, p. 479-488, jul./ago. 2006
4. Sgarbieri, V.C. Propriedades fisiológicos-funcionais das proteínas do soro do leite. Revista de Nutrição, v. 17, n.4, p. 397-409, out./dez.2004.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário