Benefícios da Alcachofra

por Nutricionista Juliana Paula Bruch - CRN2 8899D

A16alcachofra2

Pouco conhecida, a alcachofra cujo nome científico é Cynara scolymus L., pertence à família Compositae. É uma planta vivaz, com folhas compostas pinatifidas e espinhosas, sendo as superiores bem menores que as da base. Flores púrpuras reunidas em um grande capítulo envolvido por grandes brácteas que são a parte comestível da inflorescência. Planta européia das regiões do mediterrâneo, sendo cultivada no sul da Europa, na Ásia menor e também na América do Sul, considerada durante muito tempo como uma hortaliça rara, é hoje abundantemente cultivada nas regiões Atlânticas com invernos suaves.

O que muitos não sabem é que a alcachofra pode oferecer diversos benefícios à nossa saúde, ela possui excelentes propriedades nutritivas e medicinais. Para termos uma idéia,  a cada 100g comestíveis, encontramos boas doses de vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, fósforo, iodo, sódio, magnésio e ferro.

Possui substâncias com efeito benéfico das vias hepáticas. Apresenta como princípios ativos a cinarina e o ácido caféico que estimulam a formação da bili hepática, regularizam a formação de sais biliares e o colesterol.

São usados contra icterícia, cujos sintomas desaparecem rapidamente. As folhas reduzem a taxa de açúcar no sangue e são usadas como adjuvantes no tratamento de diabetes. Possui efeito antiesclerótico, ou seja, é um bom combatente do endurecimento das artérias e servem também servem para fabricar bebidas amargas. Temos apenas que ter cuidado com pessoas alérgicas à alcachofra ou quando há obstrução do canal biliar.

A forma mais comum que encontramos a planta no mercado é na forma in natura. Para ter a certeza de que a alcachofra está boa para o consumo, segure-a pelo talo e sacuda-a suavemente. Se ela estiver flexível, significa que já está maduro. Evite o produto se as folhas estiverem abertas ou se a parte interna das folhas estiver com coloração marrom, pois indica que já passou da validade.

Aí nos perguntamos qual a quantidade que devemos consumir?

Isto depende para qual finalidade será utilizada. Alguns exemplos:

Para estimulante (hepático, vesicular e venal): Coloque 1 colher (sopa) de folhas fatiadas em 1 xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara (chá), 2 ou 3 vezes ao dia, antes das principais refeições.

Para artérias endurecidas: Coloque 2 colheres (sopa) de folhas fatiadas em xícara de álcool de cereais a 70%. Deixe em repouso por 5 dias e coe. Tome 1 colher (café) diluído em um pouco de água, antes das principais refeições.

Para diurético: Coloque 3 colheres (sopa) de folhas fatiadas em uma garrafa de vinho branco. Deixe em maceração por cinco dias, agitando às vezes e coe. Tome 1 cálice antes das principais refeições.

Também pode ser feito o chá de alcachofra (Cynara scolymus) para uso adulto e está entre as ervas indicadas pela ANVISA, é um verdadeiro chá de efeito diurético, estimulante da vesícula biliar e ativador da digestão. Há varias maneiras de preparar o chá, mas uma há um receita bem simples e prática para o consumo:

  • 2g (uma colher de sobremesa) de folhas de alcachofra;
  • 150mL (uma xícara de chá) água;

Primeiramente ferva a água e desligue o fogo. Adicione as folhas de alcachofra e deixe abafado por alguns minutos neste processo conhecido com infusão.

De qualquer forma ingerida ela nos traz benefícios, mas de preferência, consuma a alcachofra no mesmo dia da compra, pois ela começa a perder suas qualidades logo após a colhida. Na hora da compra, recomenda-se escolher as que apresentarem talo longo e inflorescência firme e bem arroxeada. O ideal é que os ‘espinhos’ só devam ser retirados após o cozimento, que é quando chegamos ao famoso fundo da alcachofra . Recomenda-se consumir a planta logo após o cozimento ou preparo, para melhor aproveitamento de suas propriedades medicinais e nutricionais.

Portanto, insira a alcachofra nos seu preparo, ela proporciona um sabor gostoso às suas refeições, além de ser muito nutritiva e saudável!

É importante lembrar que para fazer tratamento é necessario passar com um médico ou nutricionistas para receber as orientações especificas de cada casa

É importante lembrar que para fazer tratamento é necessario passar em consulta com médico ou nutricionista para receber orientações especificas para cada caso.

Fonte:  ANutricionista.Com - Juliana Paula Bruch - CRN2 8899D - Nutricionista em Lajeado.

Referências Bibliográficas:
Composição química e atividades biológicas das folhas de Cynara scolymus L. (alcachofra) cultivada no Brasil. Quím. Nova vol.26 no.3 São Paulo May/June 2003

JARDIM DE FLORES. Acesso em: http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/A16alcachofra2.htm.
Portal da Cultura Brasil: Acesso em: http://sites.google.com/site/portalculturalbrasil/home/alcachofra.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário