Alimentos , sentimentos e emoções.

por Nutricionista Angelita Grebin Ewald - CRN2 8064

Estamos no verão e as preocupações com o excesso de peso, já estão pesando não é mesmo?

Então, bora arregaçar as mangas e trabalhar! Esse negócio de dieta milagrosa, medicamento novo para emagrecer e alimento da hora que ajuda emagrecer é balela!

Eu nem uso a palavra dieta no consultório porque lembra punição e ninguém consegue viver de dieta muito tempo. Quanto aos alimentos quando me perguntam se tal alimento engorda, eu digo que todos engordam e todos emagrecem. E é verdade. O que importa é a quantidade, qualidade e a frequência com que se come.

Mas o que funciona mesmo é a reeducação alimentar que é um método seguro e gradativo de perder peso e com a garantia de conseguir mantê-lo depois. Para emagrecer, é preciso mais que somente fechar a boca e sim abrir a mente. É necessário fazer mudanças de dentro para fora, repensar e mudar não só hábitos alimentares e sim sentimentos, comportamento e atitude.

Nosso sistema emocional é maior sabotador de planejamento alimentar que existe, acredite! Você é do tipo, está triste, come. Está feliz come. Por isso analise seus pensamentos. Você tem pensamentos gordos ou magros? Pensa que no final do expediente depois de tanto trabalhar vai se presentear aquela torta de chocolate que te trará um prazer momentâneo? Isso é pensamento gordo. Ou pensa que depois do expediente mesmo cansado, vai fazer um lanche saudável com uma fruta e um carboidrato integral, vai caminhar por pelo menos 30 minutos porque é isso que te trará saúde para o resto da vida? Substitua os pensamentos gordos por pensamentos magros e tome atitudes magras e saudáveis. Você merece e consegue.

Veja bem, nosso corpo aprendeu a comer desregradamente uma vida inteira engordando por consequência. Agora é preciso ter paciência e persistência para ensinar a ele um novo caminho. É preciso reeducar, ensinar de novo, repetir, repetir e repetir até que se torne algo normal, intrínseco na sua vida. O acompanhamento nutricional é fundamental. O processo é gradativo, mas é sustentável, eu garanto.

Muitas vezes engordar vai além de comer desregradamente é também consequência de um quadro de ansiedade, estresse ou depressão. O negócio é emagrecer e permanecer. Isso sim traz satisfação e alegria a qualquer nutricionista e paciente.

Deixo algumas dicas para permanecer firme em seus propósitos:

· Foque no seu objetivo

· Se precisar busque ajuda psicológica, lembre-se emoção resolvida não vira comida

· Faça alguma atividade que libere as tensões, como meditação, yoga, ou até mesmo orar.

· O melhor dia para ir ao nutricionista, é aquele que eu quero faltar.

· Coma saudavelmente, faça mais refeições com menos quantidades.

· Aventure-se pelo mundo dos sabores, experimente alimentos novos.

· Pratique algum exercício físico que aumentará o seu gasto calórico bem como reduzirá a ansiedade

· Se hoje não foi 100 % perfeito, ok, no próximo minuto você retoma seu foco.

· A hora, sempre é agora e o responsável pelo seu emagrecimento sempre é você!

· Persita, insista, é possível, se outros conseguiram, você consegue!

Fonte:  ANutricionista.Com - Angelita Grebin Ewald - CRN2 8064 - Nutricionista em Lajeado.

Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário