Alergia alimentar: entenda o processo

por Nutricionista Tatiana de Oliveira Rocha - CRN4 10100062

Alimentos alergênicos

Alimentos alergênicos

As alergias alimentares são mais comuns do que imaginamos. Infelizmente a maioria de nós não consegue observar os sinais que o nosso organismo nos dá. Vamos então, entender como acontece esse processo de alergia.

Alergia alimentar, alergia escondida ou ainda hipersensibilidade são os nomes mais comumente dados as alergias causadas pelos alimentos.

Elas são divididas em duas formas, as alergias imediatas que são aquelas que nos dão os sinais exatamente na hora em que se come o alimento e as alergias tardias, que não dão sinal na hora exata da ingestão do alimento, e por isso não ligamos o alimento ao sintoma.

Quando ingerimos o alimento este, vai ser digerido no estômago pelo ácido clorídrico – Hcl o que significa que ele será quebrado em pequenas partes que são reconhecidas pelo nosso organismo, os nutrientes. Logo em seguida, o alimento será absorvido pelo intestino indo para a corrente sanguínea e será utilizado pelo nosso corpo de acordo com a necessidade.

Acontece que o nosso corpo está preparado para reconhecer os nutrientes que ingerimos, vindos da alimentação. Mas o que ocorre quando não digerimos os alimentos corretamente ou quando o alimento não é digerido?

Um alimento mal digerido, que não está na forma de nutrientes, e sim em macro-moléculas, ou seja, em tamanho grande para o nosso organismo, será entendido como um corpo estranho, que chamamos de antígeno. Esse antígeno irá dar início ao processo de alergia. Esse corpo estranho irá desencadear um conjunto de reações, onde serão liberados os anticorpos, células responsáveis pela defesa do nosso corpo. Os anticorpos se ligarão a estes antígenos e formaram um complexo, ativando uma outra via de defesa do sistema imune, chamada de sistema do complemento.

Essa via produz diversas substâncias importantes para a proteção do nosso organismo, dentre elas a histamina. A liberação da histamina irá causar uma sensação de prazer e conforto, devido ao fato de a histamina ser um relaxante cerebral, por isso os alimentos alergênicos costumam causar dependência e vontade exagerada de comê-los.

As alergias imediatas dão os sintomas de coceira, dormência, fechamento da garganta e falta de ar imediatamente após a ingestão do alimento alergênico ou apenas de entrar em contato com o cheiro do alimento ou de outra substância que seja alergência para o organismo.

As alergias tardias manifestam os sintomas de 2horas à 3 dias após ingerimos oa alimentos alergênicos e dão diversos sintomas, tais como: cansaço, irritação, sonolência, dores de cabeça, pressão alta, infecções de repetição, obesidade, depressão, hiperatividade, sono irregular, inflamaçôes como bronquite, rinite, etc.

Os sintomas apresentados vão depender das áreas envolvidas, os chamados órgãos de choque, da individualidade bioquímica de cada organismo e da predisposição genética.

Os alimentos que mais comumente são os causadores de alergias alimentares são: leite de vaca e seus derivados, amendoim, soja, trigo, frutos do mar, peixes, cítricos e ovos.

Então, o que fazer quando se tem um diagnóstico de alergia alimentar? Deve-se procurar um nutricionista ou um profissional de saúde habilitado para que a sua alimentação seja avaliada e caso necessário sejam feitas as adaptações de acordo com o hábito alimentar do individuo e com alergia alimentar apresentada.

Fonte:  ANutricionista.Com - Tatiana de Oliveira Rocha - CRN4 10100062 - Nutricionista em Vitória e Vila Velha.

PASCHOAL, Valéria; NAVES, Andrea; FONSECA,Ana Beatriz B.L. Nutrição Funcional dos Princípios à Prática Clínica. Ed.VP, São Paulo,2008.

CHEMIM, Mura, et all. Tratado d Alimentação, Nutrição e Dietoterapia. Ed. Roca,São Paulo, 2007.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário