Açaí: O ouro negro da Amazônia

por Nutricionista Kaymann Scheidd Skroch - CRN7 2287

acaí na tigela

O açaí é o fruto do momento, agora não só na região norte e nordeste, mas em todo o Brasil. O açaí tem diversas formas de ser consumido, como: Suco, batido com frutas, na tigela (com leite em pó, frutas, guaraná, mel e outras) a nova sensação do verão é o açaí batido com iogurte natural e fruta, além do Milk Shake de açaí, que também faz muito sucesso.

Esse fruto é considerado o “Ouro negro” da Amzônia. É uma espécie nativa da Várzea da região Amazônica, de alguns estados como: Pará, Maranhão, Amazonas, Amapá, Rondônia e Acre.

Para ser consumido, o açaí deve ser despolpado em uma máquina própria ou amassado manualmente, após ter ficado de molho na água para que a polpa se solte. Após isto, mistura-se com água para ser transformado em um suco grosso.

O pigmento roxo do açaí é a antocianina, que o torna com uma capacidade antioxidante muito elevada, combatendo os radicais livres, moléculas que arrasam as células do nosso corpo. Sua função antioxidante assegura melhor a circulação sanguínea e protege o organismo contra o acúmulo de placas de depósitos de lipídeos (gordura), causadores da arteriosclerose.

O suco do açaí também ajuda a reduzir consideravelmente substâncias inflamatórias ligadas a doenças do coração e artrite.

Mas muita calma na hora de consumi-lo! Ele é extremamente calórico! Metade da composição de sua polpa são gurduras, por isso, consuma com moderação.

Em 100 gramas de açaí, podemos ingerir 25% de proteínas, ele também é rico em fibras, tendo 90% da recomendação diária e um aporte riquíssimo em calorias. Sendo um ingrediente importante para atletas. É rico em minerais, principalmente cálcio e potássio, dentre as vitaminas, destaca-se a vitamina E.

Fonte:  ANutricionista.Com - Kaymann Scheidd Skroch - CRN7 2287 - Nutricionista em Porto Velho.

Alexander G. Schauss; Xianli Wu; Ronald L. Prior; Ou Boxin; Huang Dejian; John Owens; Amit Agarwal; Gitte S. Jensen; Aaron N. Hart e Edward Shanbrom. A capacidade antioxidante e da atividade biológica Outros liofilizados Berry palmeira amazônica, Euterpe oleraceae Mart. (Açaí) J. Agric. Food Chem., 2006, 54 (22).

David Del Pozo-Insfrán; Carmen H. Brenes; Stephen T. Talcott e Fitoquímica composição e estabilidade de pigmentos Açaí (Euterpe oleracea Mart.) J. Agric. Food Chem., 2004, 52 (6), pp 1539-1545.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

2 Comentários para “Açaí: O ouro negro da Amazônia”

  1. Irani Scholz comentou:

    Interessante. Bom saber. Deveria ser cultivado na nossa região (sul).

  2. Carlos comentou:

    O açaí é muito gostoso e já está começando a aparecer em outros estados. Não tem como não se apaixonar por ele. Gostei muito dessa matéria!

Deixe um comentário