31 de agosto: Dia do Nutricionista!

por Nutricionista Marcella Lamounier - CRN1 3568

dia_nutricionista

Nos últimos anos, a Nutrição tem ganhado muito destaque na mídia, revelando grandes descobertas da importância dos alimentos em nossa vida. Quando se fala em alimento, sempre se pensa no profissional Nutricionista. Porém, é muito comum as pessoas saberem pouco ou quase nada sobre as diversas atuações deste profissional no mercado de trabalho. Por isso, o artigo de hoje vai falar um pouco da história e da atuação do nutricionista.

HISTÓRIA

No início do século XX, a nutrição como ciência foi se desenvolvendo em torno de estudos sobre o alimento, desde sua produção, composição, conservação atéa utilização terapêutica. Com a Primeira Guerra Mundial, surgiu a necessidade de garantir gêneros alimentícios aos exércitos e às populações vitimadas, intensificando-se as pesquisas em relação ao valor nutritivo dos alimentos e também quanto aos métodos de preservação e distribuição. Paralelamente a esses acontecimentos, a prática de profissionais nessa área foi crescendo, sendo criados os primeiros centros de pesquisas e estudo, curso de formação para especialistas e as primeiras agências condutoras de medidas de intervenção em nutrição no mundo.

Na América Latina, a nutrição teve início na Argentina com o médico Pedro Escudero, criando o Instituto Nacional de Nutrição em 1926, e a Escola Nacional de Dietistas em 1933. Vários brasileiros estudaram e estagiaram nesse Instituto, posteriormente difundindo tais estratégias e conhecimento no país para formação e atuação de especialistas em nutrição. Assim, pode-se destacar alguns nomes: Firmina Sant’Anna, Lieselotte Hoeschl Ornellas, Josué de Castro, José João Barbosa e Sylvio Soares de Mendonça. Os primeiros cursos universitários em Nutrição surgiram no Brasil no final dos anos 30 e na década de 40.

Ao longo dos anos, a profissão foi criando uma identidade e autonomia, características evidentes devidos aos avanços conquistados pela categoria, principalmente com a ampliação dos campos de atuação e especialização profissional, concretizando suas diferentes habilidades e competências técnico-científicas.

PAPEL ATUAL DO NUTRICIONISTA

A regulamentação oficial da profissão no Brasil é dada pela Lei n° 8234 de 17 de setembro de 1991, e a Resolução n° 380/2005 do Conselho Federal de Nutricionistas - CFN – define as seguintes áreas de atuação do nutricionista:

Alimentação Coletiva – atividades nas Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN), empresas fornecedoras de serviços de alimentação coletiva, restaurantes comerciais e similares, comissarias, hotelaria marítima, serviços de buffet e de allimentos congelados, Alimentação Escolar e do Trabalhador. No exercício de suas atribuições em Alimentação Coletiva, o nutricionista planeja e organiza as atividades nos serviços de alimentação e nutrição, como também supervisiona os procedimentos e avalia os resultados.

Nutrição Clínica – atividades em clínicas, hospitais, ambulatórios, consultórios, lactários, centros de terapia nutricional, bancos de leite humano, Spa instituições de longa permanência para idosos e atendimento domiciliar. Em Nutrição Clínica, o nutricionista deve prestar assistência dietética e promover educação nutricional aos indivíduos, buscando a promoção, manutanção e recuperação da saúde.

Saúde Coletiva – atividades em programas institucionais, de atenção básica e de vigilância sanitária. Em Saúde Coletiva, o nutricionista presta assistência e educação nutricional em pesquisas, ações, programas e eventos, visando prevenção de doenças e promoção da saúde.

Docência – atividades de ensino, pesquisa, coordenação e extensão. Na área de Docência, o nutricionista coordena e supervisiona os cursos de nutrição, e também deve ensinar as matérias específicas desses cursos ou de outros cursos de graduação da área da saúde ou afins.

Indústria de Alimentos – desenvolvimento e produção de produtos relacionados à alimentação e nutrição. Nessa área, o nutricionista deve gerenciar todos os processos de desenvolvimento de produtos alimentícios, cuidando da qualidade dos mesmos.

Nutrição em Esportes – atividades em academias, clebes esportivos e similares. Aqui o nutricionista presta assistência especializada, educação nutricional e suplementação alimentar quando necessária.

Marketing na área de Alimentação e Nutrição – atividades de marketing e publicidade científica. Compete ao nutricionista divulgar informações e materiais técnico-científicos acerca de produtos ou técnicas reconhecidas.

O dia do Nutricionista é comemorado em 31 de agosto, data da criação da ABN – Associação Brasileira de Nutricionistas, atualmente conhecida como Asbran (Associoação Brasileira de Nutrição).

Fonte:  ANutricionista.Com - Marcella Lamounier - CRN1 3568 - Nutricionista em Brasília.

Vasconcelos FAG. O nutricionista no Brasil: uma análise histórica. Rev. Nutrição 2002; 15: 127-38.
Motta DG, Oliveira MRM, Boog MCF. A formação universitária em nutrição. Pró-Posições 2003; 14: 69-85.
Conselho Federal de Nutricionistas. Resolução CFN n° 380/2005 Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, estabelece parâmetros numéricos de referência, por área de atuação, e dá outras providências. Disponível em http://www.cfn.org.br/eficiente/sites/cfn/pt-br/site.php?secao=resolucoes.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.
Você é novo por aqui?

Receba nossas dicas por e-mail

Deixe seu Comentário

This website uses IntenseDebate comments, but they are not currently loaded because either your browser doesn't support JavaScript, or they didn't load fast enough.

Deixe um comentário