Nutricionista
Cristiane M. Cedra

Anutricionista.com é um site de nutricionistas, especializado em nutrição, que tem por objetivo transmitir informações de hábitos alimentares saudáveis para melhorar a qualidade de vida de nossos leitores.
Você encontrará informações sobre alimentação sáudavel, receitas, emagrecimento, obesidade, alimentos, dietas e suplementos. Você também pode participar ativamente deixando comentários ou entrando em contato conosco. Lembre-se que cuidar da alimentação é cuidar do seu futuro!

Se você é Nutricionista e gosta de escrever, clique aqui e saiba como fazer parte da equipe e ser autora do site.



Alimentação Escolar

Publicado em 6 de dezembro de 2013
por Nutricionista Cristiane Mara Cedra - CRN3 19470

Atualmente sabemos que muitas mães trabalham fora. Com isso, é claro que a alimentação em casa passou a ter uma caracterisca de pratos rápidos e fáceis de preparar. Mas essa não é a única mudança na rotina atual. As crianças passam mais tempo fora de casa com atividades extra-curriculares e com isso vem a preocupação: será que neste ritmo é possível a criança comer todos os nutrientes necessários para o crescimento?
A resposta pode ser sim ou não dependendo da parceria que existe entre a família e escola. Muitas escolas oferecem almoço, o que tranquiliza os pais. Mas de nada adianta a escola oferecer um cardápio correto no papel se na prática as crianças rejeitam as opções oferecidas. É neste momento que se faz necessário um trabalho de educação nutricional junto com o profissional Nutricionista.
No currículo escolar do ensino infantil e fundamental é possível encontrar os conceitos da alimentação saudável. Mas minha experiência confirma que ver no livro e não ver na prática não traz melhoras no hábito alimentar. O trabalho deve ser iniciado desde o primeiro ano escolar. Precisa existir contato com o alimento, saber de onde ele vem, a função, conhecer o cheiro, a aparência, fazer com que as crianças criem o interesse pela descoberta do novo, queiram participar efetivamente de uma aula de culinária, tenham interesse de experimentar aquilo que viram no livro. A presença do profissional Nutricionista na escola é essencial para despertar o interesse pelo alimento. É a prática do conceito ensinado pelo professor na sala de aula.
Dicas de atividades de educação nutricional nas escolas:
- crie uma regra: todos os dias as crianças devem levar uma fruta no lanche + uma opção energética (sanduíche, biscoitos integrais, torrada integral, etc);
- aula de culinária com objetivo de incentivar a alimentação saudável. Ao invés de fazer um bolo de chocolate com cobertura, pode-se fazer um bolo de alfarroba com aveia, por exemplo;
- faça atividades dentro da sala de aula que leve em consideração os grupos alimentares. Estas atividades depende da faixa etária, mas funciona muito bem fazer dinâmicas com alimentos de mentira, criar cartazes, jogos educativos com os alimentos, pinturas, etc;
- a horta é sempre bem-vinda. Se a escola não tem espaço físico, pode-se criar o ambiente de horta caseira em vasos ou até mesmo reaproveitando garrafas pet e potes de sorvete;
- fazer o dia saudável: um lanche comunitário que cada criança leva um prato saudável. É importante fazer a crianças explicar o por quê de sua escolha;
- montar pirâmide com embalagens vazias de alimentos;
- degustar alimentos preparados na aula de culinária;
- votação de aceitação de um novo alimento (para escolas que fornecem refeição).
Enfim, idéias para atividade é o que não falta. Eu amo esse trabalho. Todos os dias observo desafios e crio soluções. É um trabalho delicioso e que gera muitos resultados!

Atualmente sabemos que muitas mães trabalham fora. Com isso, é claro que a alimentação em casa passou a ter uma característica de pratos rápidos e fáceis de preparar. Mas essa não é a única mudança na rotina atual. As crianças passam mais tempo fora de casa com atividades extra-curriculares e com isso vem a preocupação: será que neste ritmo é possível a criança comer todos os nutrientes necessários para o crescimento?

A resposta pode ser sim ou não dependendo da parceria que existe entre a família e escola. Muitas escolas oferecem almoço, o que tranquiliza os pais. Mas de nada adianta a escola oferecer um cardápio correto no papel se na prática as crianças rejeitam as opções oferecidas. É neste momento que se faz necessário um trabalho de educação nutricional junto com o profissional Nutricionista.

No currículo escolar do ensino infantil e fundamental é possível encontrar os conceitos da alimentação saudável. Mas minha experiência confirma que ver no livro e não ver na prática não traz melhoras no hábito alimentar. O trabalho deve ser iniciado desde o primeiro ano escolar. Precisa existir contato com o alimento, saber de onde ele vem, a função, conhecer o cheiro, a aparência, fazer com que as crianças criem o interesse pela descoberta do novo, queiram participar efetivamente de uma aula de culinária, tenham interesse de experimentar aquilo que viram no livro. A presença do profissional Nutricionista na escola é essencial para despertar o interesse pelo alimento. É a prática do conceito ensinado pelo professor na sala de aula.

Dicas de atividades de educação nutricional nas escolas:

- crie uma regra: todos os dias as crianças devem levar uma fruta no lanche + uma opção energética (sanduíche, biscoitos integrais, torrada integral, etc);

- aula de culinária com objetivo de incentivar a alimentação saudável. Ao invés de fazer um bolo de chocolate com cobertura, pode-se fazer um bolo de alfarroba com aveia, por exemplo;

- faça atividades dentro da sala de aula que leve em consideração os grupos alimentares. Estas atividades depende da faixa etária, mas funciona muito bem fazer dinâmicas com alimentos de mentira, criar cartazes, jogos educativos com os alimentos, pinturas, etc;

- a horta é sempre bem-vinda. Se a escola não tem espaço físico, pode-se criar o ambiente de horta caseira em vasos ou até mesmo reaproveitando garrafas pet e potes de sorvete;

- fazer o dia saudável: um lanche comunitário que cada criança leva um prato saudável. É importante fazer a crianças explicar o por quê de sua escolha;

- montar pirâmide com embalagens vazias de alimentos;

- degustar alimentos preparados na aula de culinária;

- votação de aceitação de um novo alimento (para escolas que fornecem refeição).

Enfim, idéias para atividade é o que não falta. Eu amo esse trabalho. Todos os dias observo desafios e crio soluções. É um trabalho delicioso e que gera muitos resultados!

Fonte:  ANutricionista.Com - Cristiane Mara Cedra - CRN3 19470 - Nutricionista em São Paulo.

Referências Bibliográficas:
Texto baseado na experiência prática da autora.
Importante: As informações fornecidas não são individualizadas, portanto, um nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar uma dieta. O artigo acima expressa a opinião do autor e pode NÃO refletir a opinião do site ANutricionista.